O novo herói do TikTok chama-se Matt Austin e é um jornalista de Orlando que se tornou viral na rede social com o vídeo que fez a responder às muitas mulheres que o criticaram no Facebook por ter deixado as duas filhas sair de casa com vestidos curtos. Mas a história começa uns dias antes, com uma foto inocente do Facebook.

Matt Austin quis marcar o momento em que as duas filhas se preparavam para sair de casa para participarem num encontro de antigos alunos do liceu onde estudaram. Vestiram-se a rigor, uma com um vestido vermelho outra com um preto, arranjaram o cabelo, maquilharam-se. Antes da festa, tiraram uma foto com o pai, Matt, que a publicou no Facebook. E o pior veio depois. Seguiram-se dezenas de comentários, maioritariamente de mulheres, a arrasá-lo por permitir que as filhas tivessem saído de casa "naquele estado". Acusaram-no de ao deixar as filhas usarem aqueles vestidos estava a fazer com que elas "distraíssem os rapazes" ou que elas estavam "a pedi-las". E Matt resolveu responder com um vídeo no TikTok, em que destruiu as críticas. Mas antes revelou-se "chocado" com tudo o que acabara de ler. Mas a resposta é do melhor.

Brasil em choque. Pai vai almoçar a casa e encontra as filhas mortas debaixo do cobertor — mãe já confessou o crime
Brasil em choque. Pai vai almoçar a casa e encontra as filhas mortas debaixo do cobertor — mãe já confessou o crime
Ver artigo

"Algo que sempre me irritou como pai de raparigas é quando ouvia as pessoas dizerem coisas como 'Estas miúdas não podem andar assim despidas para não distraírem os rapazes. Ou ainda pior: 'Vestem-se assim, estão mesmo a pedi-las", começou por dizer Matt no vídeo que gravou para o TikTok e que conta já com 6 milhões de visualizações. "Não é tarefa das minhas filhas garantir que o vosso filho se concentre na escola. Também não lhes compete vestirem-se de forma pavorosa para que o vosso filho não as assedie", acrescentou o jornalista. "É, sim, vosso trabalho garantir que não estão a criar um filho pervertido e sem auto-controlo".

Sobre a roupa que as filhas escolheram, o pai diz que, claro, não seriam as escolhas dele. Mas, sobretudo, não é função dele enquanto pai decidir o que as filhas devem ou não vestir, como explicou. "Se eu começar a ditar o que as minhas filhas vestem, vão acontecer três coisas: Primeiro, elas vão começar a odiar-me por criar regras sem sentido. Segundo, vão começar a mentir-me. E em terceiro, e talvez seja a pior de todas, vou ensinar-lhes que não há problema em que seja um homem a dizer-lhes o que vestir para que não pareçam demasiado atraentes".

Pais obcecados com a limpeza estão a prejudicar os filhos. Os micróbios fazem falta, defendem especialistas
Pais obcecados com a limpeza estão a prejudicar os filhos. Os micróbios fazem falta, defendem especialistas
Ver artigo

Por fim, o pai deixou o recado principal às muitas mulheres que o arrasaram no Facebook — e foram mais de mil comentários no post. "Mas sabem o que é que seria uma verdadeira desilusão para mim? Que as minhas filhas crescessem e se tornassem no tipo de adulto que vai para as redes sociais e critica a aparência de duas adolescentes na página do Facebook do seu próprio pai. A isso, sim, eu chamaria 'trashy'".

Veja aqui o vídeo:

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.