Alemão, caucasiano, loiro, magro, 1,83 metros de altura, 43 anos nos dias de hoje. É esta a descrição base do principal suspeito do rapto e assassinato de Madeleine McCann. A revelação foi feita ao final da tarde desta quarta-feira, 3 de junho, pelas autoridades inglesas, que revelaram que o homem está detido numa cadeia alemã, a cumprir pena por crimes de violação. O homem está referenciado como um pedófilo e já era conhecido das autoridades alemãs. Esta revelação é o resultado de uma investigação das polícias alemã e inglesa, com a colaboração da Polícia Judiciária.

A principal pista das autoridades é um misterioso telefonema de aproximadamente 30 minutos feito pelo alemão, sensivelmente uma hora antes do desaparecimento de Madeleine McCann, em maio de 2007. O telefonema começou às 19h32 e durou até às 20h02 e foi efetuado na zona do Ocean Club, onde os McCann passavam férias. Madeleine terá desaparecido aproximadamente uma hora depois, entre as 21h05 e as 22h00 do dia 3 de maio. O telefonema foi entre o cidadão alemão e outra pessoa, com um número português.

Ainda não foi revelada a identidade do homem, mas sabe-se já que viveria na região, numa autocaravana branca e amarela com uma matrícula portuguesa de 1980, revelaram as autoridades inglesas.

Caravana onde o homem alemão viveria
Caravana onde o homem alemão viveria

O homem está ainda relacionado com um outro veículo, um Jaguar, que era visto na zona da Praia da Luz no tempo em que os McCann passaram férias no Algarve. No dia seguinte ao desaparecimento de Maddie, o homem terá registado este mesmo carro no nome de outra pessoa, embora o mesmo continuasse a circular no Algarve.

O que se sabe sobre Sean e Amelie, os irmãos gémeos de Madeleine McCann
O que se sabe sobre Sean e Amelie, os irmãos gémeos de Madeleine McCann
Ver artigo

Este homem já estaria referenciado pelas autoridades portuguesas e inglesas, sobretudo depois de uma denúncia feita há três anos, por altura do 10.º aniversário do desaparecimento de Maddie.

Os pais de Madeleine, Gerry e Kate McCann já reagiram a esta notícia. "Ficamos satisfeitos com as novidades sobre o desaparecimento da nossa filha Madeleine. Gostaríamos de agradecer à política envolvida no caso e aos seus esforços para encontrarem Madeleine. Tudo o que nós queremos é encontrá-la, revelar a verdade e levar os responsáveis à justiça. Nunca perderemos a esperança de encontrar a Madeleine viva, mas seja qual for o desfecho temos de o conhecer, para encontrarmos paz", revelou o casal em conferência de imprensa.

Até hoje, a investigação ao desaparecimento de Madeleine já custou perto de 15 milhões de euros.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.