Namoros que começavam atrás do pavilhão da escola e acabavam, anos depois, em casamento. Amigo que conhece amigo, que apresenta amiga, há um click e começa uma relação. Sair à noite e fazer daquela dança no meio da pista um amor para a vida.

Cenários como estes são cada vez mais raros e, se olhar em volta, devem ser mais os seus amigos a aderir ao mundo do Tinder do que os que têm uma destas histórias para contar.

Um estudo realizado pela Imperial College Business School, em Inglaterra, indica que até 2037 haverá mais bebés no Reino Unido de pais que se conheceram online do que offline. Os investigadores revelam que 40% dos bebés serão "e-babies" [bebés eletrónicos], ou seja, provenientes de pais que se conheceram através de um site ou aplicação, como escreve o jornal “Independent”.

O mundo digital simplificou o processo de namoro online - facilitando a localização de alguém e garantindo que essa pessoa responde aos seus critérios”, afirmou Paolo Taticchi professor da Imperial College Business School. As previsões foram publicadas no relatório Future of Dating, com base nos dados em plataformas que têm o objetivo de promover encontros —como a eHarmony — e nas projeções atuais de nascimento do Office for National Statistics.“É muito positivo ver que, no futuro, as relações on-line continuam a abrir portas para os solteiros", afirmou Romain Bertrand, chefe de marketing da eharmony.

O relatório também revelou que um em cada três relacionamentos, o que corresponde a 32%, começaram online, entre 2015 e 2019. Já entre 2005 e 2014 apenas um em cada cinco casais, cerca de 15%, se conheciam online.

Este aumento tem sido gradual, mas os investigadores indicam que até 2030 haverá um aumento drástico e estimam que mais de metade dos relacionamentos vão começar online. A pesquisa também indicou que o namoro online cria mais confiança entre os britânicos e cerca de 47% dos entrevistados admitiram que a internet é uma boa alternativa para os mais introvertidos.

PaoloTaticchi professor da Imperial College BusinessSchool, aponta 2035 como "o ano instrumental para encontrar o amor e começar uma nova era de namoro no século XXI".

Estudo. Casais conhecem-se cada vez mais online
Estudo. Casais conhecem-se cada vez mais online
Ver artigo

Romain Bertrand, chefe de marketing da eHarmony explica que estão constantemente a atualizar a aplicação e a funcionalidade que trabalha a compatibilidade, de maneira a garantir o sucesso desta promoção de relacionamentos online. "Além disso, a nossa parceria de longo prazo com a Imperial College Business School continua a fornecer-nos informações valiosas sobre o mundo dos relacionamentos e como estes serão nas próximas décadas e como a sociedade continuará a evoluir ao longo do tempo", revela.

A plataforma de encontros Badoo também já realizou um estudo para analisar que tipo de pessoas tinham mais sucesso nas sua plataforma. E entre os 5000 utilizadores, a honestidade é a característica mais atraente para quem procura alguém na Internet.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.