Aconteceu em Londres e é o primeiro caso de um bebé recém-nascido a estar infetado com o COVID-19. A notícia foi avançada este sábado, 14 de março, pela imprensa internacional que terá chegado à fala com os responsáveis do hospital universitário de North Middlesex, em Londres, no Reino Unido.

A mãe do bebé terá dado entrada no hospital, já numa fase final da gravidez, com suspeitas de pneumonia. Terá sido após o parto que tanto a mãe como o recém-nascido foram sujeitos aos vários testes de despiste que, sabe-se agora, se revelaram positivos para COVID-19.

Segundo o jornal brasileiro "Folha de S. Paulo", que confirmou a notícia junto da administração do hospital, os responsáveis adiantam apenas que "dois pacientes testaram positivo para coronavírus" e que um deles continua internado num quarto isolado enquanto outro terá sido transferido para outra unidade.

Os cuidados que as grávidas devem ter e os riscos para os bebés
Os cuidados que as grávidas devem ter e os riscos para os bebés
Ver artigo

Desde então, os funcionários que tiveram contacto com a mãe e o recém-nascido estão em isolamento em casa e assim vão permanecer durante, pelo menos, duas semanas. A sala onde o parto ocorreu foi completamente desinfetada, garantiu o hospital.

Apesar da notícia, ainda não se sabe de que forma se deu o contágio — se terá sido através da transmissão vertical, da mãe para o feto, ou se o bebé terá sido infetado durante ou após o nascimento.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.