A região autónoma da Catalunha está a viver um verdadeiro caos no que diz respeito ao novo coronavírus. O jornal “ABC” denunciou que existem poucas mecânicas eficazes no que diz ao rastreamento e monitorização dos infetados, sendo que os casos de COVID-19 têm aumentado nas últimas semanas.

O pouco controlo da doença também é resultado de má administração do governo que não implementa medidas eficazes que permitam retardar o avanço do vírus, escreve a mesma publicação. A preocupação agora é o avanço rápido do novo coronavírus e que a temida segunda vaga seja antecipada.

COVID-19. Vacina entra na fase final de estudo (e há um sintoma da doença ao qual deve estar atento)
COVID-19. Vacina entra na fase final de estudo (e há um sintoma da doença ao qual deve estar atento)
Ver artigo

Nesta região existem três cidades que estão a merecer especial atenção por parte das autoridades sanitárias: Lérida, Hospitalet de Llobregat e Barcelona. Nas primeiras duas cidades o número de infeções continua a crescer exponencialmente, ainda que já tenham sido impostas várias medidas de restrição. Apesar dos números, as atenções focam-se agora em Barcelona, onde o número de infetados triplicou numa semana. É na capital catalã que se concentram o maior número de casos conhecidos nas últimas 24 horas. Para fazer face a esta situação, já foram reforçados 50 profissionais de saúde que vão ajudar os restantes a fortalecer a equipa nesta região.

Com vários surtos em várias cidades da Catalunha, os especialistas temem agora que todos eles se unam causado um “incêndio epidemiológico”. Ada Colau, a presidente da câmara de Barcelona, admitiu avaliar a possibilidade de “dar um pequeno passo atrás” para que a situação seja rapidamente controlada. Estão agora a ser estudadas novas medidas e um conjunto de monitorização para combater estes contágios exponenciais.

A presidente admitiu estar “preocupada” mas deixou claro que o confinamento em Barcelona não estava em cima da mesa.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.