Se os extraterrestres existem? Não sabemos. Mas, ao olharmos para Anthony Loffredo, de 33 anos, temos a sensação de que não seriam assim tão diferentes deste. Aliás, é precisamente a pensar na conceção que temos dessas criaturas que o homem decidiu mudar toda a sua imagem. Só há um problema: agora, os restaurantes não querem servi-lo.

Anthony Lofrredo mora em França e já passou por vários procedimentos, que acabaram por transformá-lo num "Black Alien" (alienígena preto, em português), tal como intitulou esse projeto de modificação corporal que tem levado a cabo. Entre várias coisas, removeu as orelhas, o nariz, os lábios e alguns dedos para chegar ao visual pretendido. A par disso, está tatuado da cabeça aos pés e, nos braços e na cabeça, colocou implantes que lhe mudaram o formato dessas partes do corpo.

A olho nu, podemos pensar que não há mais nada que o homem possa mudar no seu corpo. Contudo, na sua página de Instagram, Anthony deixa bem explícito que a sua transformação ainda nem a metade vai, tendo apenas completado 46% da mesma.

Ainda que tenha a convicção de que o projeto o ajuda "a compreender a vida", o francês admitiu que este visual lhe rendeu algumas críticas e que os restaurantes já não o querem servir, em declarações à LadBible TV. "Se eu quiser comer num restaurante, às vezes o empregado de mesa diz que não posso comer na esplanada", afirmou. Já para não falar de que encontrar emprego também não foi tarefa fácil, ainda que, atualmente, o homem viva da sua aparência.

Homem corta pescoço à mulher com uma garrafa no meio de rua de Odivelas. Há vídeos do crime na net
Homem corta pescoço à mulher com uma garrafa no meio de rua de Odivelas. Há vídeos do crime na net
Ver artigo

Anthony, que adotou a modificação corporal porque sentiu que nasceu num corpo ao qual não pertencia, disse que teve que fazer as pazes com pessoas de "mente fechada". Independentemente de tudo, a transformação catalisou o aumento da sua autoconfiança em si e nos outros. "Há pessoas que me agradecem porque se sentem mais confiantes. Que agora os olhares que recebem de outras pessoas não os incomodam", afirmou.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.