China Record, de 4 anos, morreu de intoxicação alcoólica aguda na quinta-feira, 21, após a avó, Roxanne Record, a ter forçado a beber uma garrafa inteira de uísque, em Baton Rouge, no estado norte-americano do Louisiana. A mãe da criança, Kadjah Record, 28 anos, presenciou o crime. Ambas foram detidas por homicídio na prisão de East Baton Rouge Parish.

A criança tinha uma "dose letal" de álcool no sangue de 0,68%. Os paramédicos prestaram socorro e tentaram reanimar a menina, mas esta acabou por não resistir e morrer no local, segundo o relatório das autoridades americanas citadas pelo JN. 

"A gravidez de gémeos é sempre de risco". Entenda as principais causas de morte destes bebés
"A gravidez de gémeos é sempre de risco". Entenda as principais causas de morte destes bebés
Ver artigo

Ebony, também filha de Roxanne, já falou à imprensa e admitiu ter igualmente culpa do crime, uma vez que sabia como a sua mãe andava a tratar a sobrinha menor: "Eu também deveria assumir a culpa. Eu sei que tipo de pessoa é a minha mãe. Sei o que ela sentia sobre a China.",

A tia da vítima acrescentou ainda saber que a avó da menina a abusou física, emocional e verbalmente - fez o mesmo aos filhos quando eram crianças e agora repetiu o comportamento com os netos, mas os familiares, por medo, nunca a denunciaram às autoridades.

A irmã de Kadjah acredita que a família inteira é culpada do crime e que a morte da pequena China podia ter sido evitada se não tivessem ficado em silêncio tanto tempo.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.