Eva Wilma morreu este sábado, 15 de maio, aos 87 anos, vítima de um cancro no ovário. A atriz estava internada no hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 15 de abril.

Inicialmente, foi internada para tratar problemas cardíacos e renais mas, a 7 de maio, foi-lhe diagnosticado um cancro que se acabou por disseminar, levando a uma insuficiência respiratória, noticiou o jornal brasileiro "Estadão".

Eva Wilma iniciou a carreira artística aos 14 anos como bailarina clássica no Balé do Teatro Municipal, em São Paulo. Foi aqui que conseguiu chamar a atenção do diretor José Renato que a convidou para o Teatro de Arena, onde participou em peças que fizeram história como "Judas em Sábado de Aleluia" e "Uma mulher e três palhaços".

Adeus, Lucinda do "Médico de Família". Adeus, Céu de "Golpe de Sorte". Adeus, Maria João
Adeus, Lucinda do "Médico de Família". Adeus, Céu de "Golpe de Sorte". Adeus, Maria João
Ver artigo

A carreira como atriz nunca mais parou e, depois de protagonizar várias novelas e programas da TV Tupi, na década de 1980 passou a fazer parte da Rede Globo, tornando-se uma das principais artistas desta estação. Eva Wilma participou em várias telenovelas com sucesso no Brasil e no estrangeiro, nomeadamente em Portugal, como a "Guerra dos Sexos", "Sassaricando", "Pedra Sobre Pedra", o "Rei do Gado", a "Indomada", "Fina Estampa" e "Mulheres de Areia". Em 2018, a triz fez o seu último papel em televisão, na telenovela "O Tempo Não Para".

Em 2013, Eva Wilma esteve em Portugal e foi convidada de Daniel Oliveira no programa "Alta Definição". O apresentador e diretor geral de Entretenimento do grupo Impresa fez questão de deixar uma mensagem de despedido à atriz.

"Partiu este sábado Eva Wilma, uma das grandes damas da arte de representar da Língua Portuguesa. Em 2013, esteve no Alta Definição e contou episódios de uma vida, como aquele em que fez um casting para Hitchcock ou outros também notáveis, vividos na TVGlobo. Uma simpatia. Paz à sua alma", escreveu na rede social Instagram.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.