Numa mensagem dirigida aos pais cujos filhos têm "diferentes orientações sexuais", o Papa Francisco disse para não "se esconderem atrás de uma atitude de condenação". As palavras foram ditas na audiência desta quarta-feira, 25 de janeiro, conforme é relatado pela "Reuters".

O Papa pediu que os pais oferecessem apoio aos filhos homossexuais, lembrando que as pessoas com "diferentes orientações sexuais" têm o direito de serem aceites pelas famílias.

Papa Francisco defende união civil de casais homossexuais. "São filhos de Deus e têm direito a uma família"
Papa Francisco defende união civil de casais homossexuais. "São filhos de Deus e têm direito a uma família"
Ver artigo

Apesar de reconhecer que a Igreja Católica não pode admitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo — dado que "não é lícito conceder uma bênção a relacionamentos, ou mesmo casais estáveis, que impliquem uma prática sexual fora do casamento", esclareceu o Vaticano em março de 2021 sobre o tema —, isso não impede que não haja leis de união civil.

Para Francisco, aos casais gays deviam ser garantidos direitos conjuntos, como o acesso a pensões de cuidados de saúde e assuntos relacionados com heranças.

O tema abordado na habitual  audiência semanal teve como objetivo dar ferramentas aos pais sobre como lidar quando se apercebem de que têm um filho com uma "diferente orientação sexual", "como acompanhar as crianças e não se esconderem atrás de uma atitude de condenação".

Não é a primeira vez em que o Papa Francisco, figura máxima da Igreja Católica, mostra uma atitude tolerante para com a comunidade gay. Em que 2020, aquando a divulgação do documentário "Francesco", o Papa disse que "as pessoas homossexuais têm direito de estar numa família. Elas são filhas de Deus e têm direito a uma família. Ninguém deverá ser descartado ou ser infeliz por isso".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.