Já há vencedor do Nobel Da Paz de 2020: o Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas foi distinguido este ano "pelos seus esforços no combate à fome" e "pela contribuição para as áreas de conflito", conforme anunciado pelo Instituto Nobel norueguês em direto na página oficial esta sexta-feira, 9 de outubro, em Oslo.

Um terceiro motivo para a distinção deve-se ao facto de o Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas “agir como uma força motriz nos esforços para prevenir o uso da fome como uma arma de guerra e de conflito”.

O Instituto Nobel, que destaca a organização num momento desafiante devido à pandemia de COVID-19, aponta que "a comida é a melhor vacina contra o perigo", referindo-se ao papel da agência humanitária no combate à fome. A nomeação do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas deve-se ainda ao facto de esta organização usar "a segurança alimentar como instrumento de paz" — propósito que justifica o prémio.

Benedita Pereira vence prémio internacional de Melhor Atriz de cinema
Benedita Pereira vence prémio internacional de Melhor Atriz de cinema
Ver artigo

A distinção do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas na manhã desta sexta-feira, 10, é o resultado final de uma lista de candidatos com 211 pessoas e 107 organizações. No o agregador de apostas Oddschecker, a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Arden, , a Organização Mundial de Saúde (OMS) e ainda a ativista do clima Greta Thunberg lideravam as preferências.

O Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas é dirigido pelo norte-americano David Beasley e desde 1963 que combate a fome mundial e promove a segurança alimentar. Só no ano passado, ajudou quase 100 milhões de pessoas em 88 países.

Veja o momento do anúncio.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.