Depois de duas cirurgias, uma paragem cardíaca e tratamentos de hemodiálise, o estado de saúde de Ângelo Rodrigues volta a piorar. O ator, que se encontra no Hospital Garcia de Orta, em Almada, foi submetido a uma terceira cirurgia esta quarta-feira, 28 de agosto, para drenar um abcesso nas nádegas, causado pelas alegadas injeções de testosterona.

De acordo com o "Correio da Manhã", os rins do ator começaram a entrar em falência e ao final do dia a equipa médica que o segue optou por colocá-lo em coma induzido. O quadro clínico de Ângelo Rodrigues não se encontra disponível no sistema do hospital, por opção da família, mas aponta para o risco de falência de outros órgãos.

Segundo a mesma publicação, as injeções de testosterona terão vindo do Brasil, país onde o ator viveu recentemente, e poderiam estar já fora do prazo de validade.

Os perigos das injeções de testosterona. "Pode causar infertilidade ou ser mesmo fatal"
Os perigos das injeções de testosterona. "Pode causar infertilidade ou ser mesmo fatal"
Ver artigo

Apesar de anteriormente não ter tomado estas proporções, esta não terá sido a primeira vez que Ângelo Rodrigues foi para o hospital com problemas relacionados com a administração de estimulantes para atingir melhores resultados físicos. Há dois anos precisou de ser tratado a um cálculo renal, derivado destas substâncias.

Ângelo Rodrigues frequenta o ginásio Clube VII, em Lisboa, e ao "Correio da Manhã", um colega de ginásio partilhou que "já este ano ele disse que queria ficar ainda melhor, maior e mais traçado. Mas, infelizmente, algumas pessoas não sabem tratar de si e abusam do consumo."

Newsletter

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.