O Metro de Lisboa não vai alargar o horário até depois da 1 hora da madrugada desta segunda-feira, na noite de Santo António, de 12 para 13 de junho. Este era o horário do prolongamento das linhas verde e azul que vigorava no período pré-pandemia, mas em 2022 tal não vai acontecer porque os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa estão em greve.

É mais uma de várias paralisações que têm acontecido ao longo deste ano e que vão estender-se a eventos marcantes de junho, como os Santos Populares e o Rock in Rio. Contudo, a qualquer momento podem surgir alterações caso seja dada uma alternativa por parte do governo.

“As organizações sindicais continuam disponíveis para encontrar a solução assim haja vontade política por parte da tutela ou indicações ao conselho de administração do metro”, disse Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), na quinta-feira, 9 de junho, à agência Lusa, citada pela CNN Portugal.

Greve nos barcos que ligam Lisboa e Margem Sul até segunda-feira. CP também vai parar
Greve nos barcos que ligam Lisboa e Margem Sul até segunda-feira. CP também vai parar
Ver artigo

No que toca à noite de Santo António, já não deverá haver uma proposta a fim de alterar o horário do Metro de Lisboa, mas quanto ao festival de verão, que vai ter início a 18 de junho no Parque da Bela Vista, em Lisboa, uma possível alteração fica em aberto.

A greve deve-se à sobrecarga do horário dos operacionais, pelo que as organizações sindicais pedem um reforço no número de trabalhadores dado que a falta de recursos humanos é dos “principais problemas que existem no Metropolitano de Lisboa”, aponta a sindicalista Anabela Carvalheira. O mesmo foi reconhecido pelo ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro, que afirmou em maio que até ao final de junho serão iniciados os procedimentos para as contratações.

Se é para ir, que seja com tudo a que tem direito. Tudo sobre a área VIP do Rock in Rio Lisboa
Se é para ir, que seja com tudo a que tem direito. Tudo sobre a área VIP do Rock in Rio Lisboa
Ver artigo

Até serem apresentadas e postas em prática as soluções, a redução da oferta do Metro de Lisboa vai continuar, segundo a sindicalista.

Além do Metropolitano de Lisboa, também a Transtejo e a Soflusa estão em greve até esta segunda-feira, 13, e a empresa Comboios de Portugal (CP) anunciou serviços mínimos para os dias 12, 13 e 16 de junho.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.