43 metros de altura e 36 de largura. É este o tamanho do novo Cristo Protetor, uma estátua que já está a ser construída na pequena cidade de Encantado, no estado do Rio Grande do Sul, Brasil. A nova figura de Jesus será superior ao icónico Cristo Redentor, edificado em 1931 no morro do Corcovado, Rio de Janeiro — com 38 metros de altura e 28 de largura —, e uma das maiores estátuas de Cristo do mundo.

O Cristo Protetor, assim se chama, começou a ser edificado em 2019, a 400 metros acima do nível do mar, e prevê-se que a obra esteja concluída até ao final deste ano, segundo o jornal brasileiro "Folha de São Paulo". Do alto dos 43 metros, incluindo o pedestal, os visitantes poderão admirar a paisagem gaúcha e o Vale do Taquari, junto à Lagoa da Garibaldi, e o rio Taquiri, através no miradouro que será construído no topo. Para aceder ao mesmo, vai existir um elevador interno que levará turistas brasileiros e de todo o mundo a subir pelos vários pisos.

Já pode flutuar novamente nas águas do Douro. Barcos turísticos estão de volta
Já pode flutuar novamente nas águas do Douro. Barcos turísticos estão de volta
Ver artigo

A meio do percurso, os visitantes vão poder registar a paisagem através de uma ampla abertura de vidro que será instalada pela altura do peito da nova estátua de Jesus no Brasil. 

A figura gigante foi idealizada pela Associação dos Amigos de Cristo e projetada pelos escultores Genésio e Markus Moura, pai e filho. O projeto custa um total de dois milhões de reais (300 mil euros), dinheiro proveniente exclusivamente de doações individuais e de empresas.

A nova estátua é ultrapassada pela de Jesus Buntu Burake em Sulawesi, na Indonésia, com 52,55 metros, e do Cristo Rei, em Swiebodzin, na Polónia, que tem 52,5 metros, e até pelo Cristo português. O Cristo Rei, em Almada, Portugal, tem um total de 110 metros de atura, embora 82 digam respeito ao pedestal e apenas 28 à estátua.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.