Há mais oito mortes e 3.261 novos casos de infeção em Portugal pelo novo coronavírus. São estes os dados divulgados este domingo, 18 de julho, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), no novo boletim epidemiológico referente à evolução da crise sanitária no País.

A vacinação em Portugal continua em força, com a retoma da modalidade casa aberta esta sexta-feira, 16 de julho, e agora o coordenador do grupo de trabalho para a vacinação em Portugal, o Vice-Almirante Gouveia e Melo, quer facilitar ainda mais o processo com a introdução de senhas. "A ideia é a seguinte: quero ser vacinado hoje, vou ver o centro que está com semáforo verde [sem atrasos], tiro a senha no telemóvel, às 10h30 apareço e pronto", explica o coordenador da task force.

Pandemia fez aumentar número de crianças sem vacinas básicas. OMS teme regresso de doenças
Pandemia fez aumentar número de crianças sem vacinas básicas. OMS teme regresso de doenças
Ver artigo

Gouveia e Melo pretende que o sistema comece já a funcionar no início de agosto, mês em que estabeleceu a meta de ter 70% da população de Portugal continental vacinada com a primeira dose.

Contudo, a vacinação pode agora enfrentar um novo desafio, uma nova variante que parece ser resistente às vacinas contra a COVID-19. Trata-se da estirpe Beta, identificada na África do Sul, que está a expandir-se por França, escreve a RTP. Os especialistas estão preocupados, uma vez que notaram uma menor eficácia da vacina AstraZeneca/Oxford perante esta variante, de acordo com os estudos britânicos e sul-africanos.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.