A decisão foi tomada esta sexta-feira pelo Governo e comunicada pelo primeiro-ministro António Costa: entre os dias 1 e 3 de maio vai ser proibido circular de carro para fora do concelho de residência. Esta é uma medida de segurança extraordinária para evitar a possibilidade de contágio, e que se poderá manter mesmo que seja levantado o estado de emergência, que termina a 2 de maio, e que não há garantias de que seja renovado.

"Temos que manter o maior grau possível de contenção e isolamento", explicou António Costa, que se reuniu esta manhã com os representantes do Comércio e Serviços, para discutir as formas mais eficazes de começar a reabrir algumas áreas da sociedade. O primeiro-ministro reforçou a ideia de que "o fim do estado de emergência não significa o fim das medidas de confinamento".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.