Os concelhos de Lisboa, Porto, Almada, Vila Nova de Gaia, Maia, Matosinhos e Coimbra vão deixar de pertencer aos escalões de risco muito elevado e extremo. Depois de analisada a incidência de novos casos entre 14 e 27 de dezembro de 2020, a Direção-Geral da Saúde anunciou esta segunda-feira, 4 de janeiro de 2021, a alteração da avaliação de risco dos concelhos, tal como escreve o "Correio da Manhã".

Nova estirpe de COVID-19 chegou a Portugal Continental. Há 16 casos confirmados
Nova estirpe de COVID-19 chegou a Portugal Continental. Há 16 casos confirmados
Ver artigo

A incidência de novos casos de COVID-19 desceu em 165 dos 308 municípios portugueses, comparando com os dados recolhidos a 20 de dezembro, e o número de concelhos em risco muito elevado e extremo, com as restrições mais apertadas, como o recolher obrigatório entre as 23h e as 5h, diminuiu de 116 para 100 — os municípios em risco extremo desceram de 26 para 25, e os de risco muito elevado passam de 90 para 75.

Apesar de alteração anunciada, estes sete concelhos vão manter as mesmas restrições e medidas até dia 7 de janeiro (quinta-feira), sendo que esta quarta-feira (6) será anunciada a lista com os escalões para o próximo estado de emergência, que entra em vigor no dia 8.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.