O próximo ano letivo deverá começar entre 14 e 17 de setembro, avançou o ministro da Educação. Tiago Brandão Rodrigues explicou também que o governo está a preparar o regresso às aulas presencialmente. O anúncio foi feito esta terça-feira, 23 de junho, durante uma sessão de lançamento do programa nacional de remoção do amianto nas escolas, que decorreu numa escola secundária em Odivelas.

É este o plano do Ministério da Educação para o recomeço das aulas (que pode acontecer só em outubro)
É este o plano do Ministério da Educação para o recomeço das aulas (que pode acontecer só em outubro)
Ver artigo

Ainda não se conhecem os moldes a implementar no novo ano letivo, mas o ministro da educação avança que estão a ser trabalhadas um conjunto de matérias e trabalhos para que “nas primeiras cinco semanas do próximo ano letivo possa ser possível fazer o que não foi possível fazer no atual ano letivo”.

Recorde-se que a maioria dos alunos não voltou à escola depois do confinamento obrigatório. Apenas as creches e os alunos dos 11.º e 12.º anos voltaram à escola, sendo que depois essa medida foi alargada até às escolas primárias.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.