É o primeiro museu pop-up e digital da Europa dedicado à felicidade. Inaugurou esta quarta-feira, 30 de maio, chama-se Sweet Art Museum e, durante três meses, vai poder visitá-lo em Lisboa. Esta primeira edição conta com oito salas temáticas com diferentes experiências interativas e digitais. Com a participação especial de Maria Imaginário, uma artista portuguesa da nova geração, que tem a seu cargo a decoração de uma das salas, um dos grandes objetivos é dar a conhecer e promover a arte nacional. A MAGG foi conhecer o museu e conta-lhe tudo o que encontrou: piscinas de Marshmallows, gelados gigantes, realidade virtual com gomas de ursinhos, banheiras de bolas, unicórnios e muito cor-de-rosa.

Se lhe faz lembrar o "Museum of Ice Cream" é porque é exatamente nele que é inspirado. Carla Santos, happy founder (como gosta de ser chamada em vez de fundadora do projeto) conta à MAGG que, cada vez mais, têm vindo a surgir espaços que procuram "a partilha da felicidade, as experiências e fotografias em sítios incríveis". "Eu pensei 'eu quero isto, eu quero fazer isto no meu país'. Fui perceber se na Europa já existia alguma coisa e, quando percebi que não, pensei: 'é agora, vou realizar o meu sonho'". Do sonho à realidade foram "meses sem dormir, muita inquietude e muita criatividade".

A primeira sala em que vai entrar tem o nome de "Splash Mallow Pool" e consegue adivinhar porquê. Com uma piscina de marshmallows (aprovada pela MAGG) tem cacifos, onde tem de guardar os sapatos e objetos pessoais. É a única sala com limite de tempo: estão reservados cerca de 12 minutos a cada pessoa, e não podem entrar mais do 10 pessoas ao mesmo tempo. Tudo para que possa disfrutar ao máximo do momento.

Rua José Domingos Barreiros, Ed. 5, 1950-161, Marvila – Lisboa

Depois de se divertir na piscina, entra na segunda sala: a "Happy Hall". Com a palavra 'happiness' na parede, pode escolher um pau de gelado com a cor que quiser (todas as cores têm significados diferentes) e lá deixar a sua marca. Na "Ice Cream Land" tem direito a gelado de ovos moles e a tirar fotografias com gelados gigantes. Na "Candy Wash Room" vai perder a cabeça com o cheiro a chupa-chupas, pastilhas e algodão-doce: tudo é perfumado. Tem ainda uma banheira de bolas à sua espera, tal como chupa-chupas rotativos.

Na sala "Gummy Game" vai poder tirar fotografias ao lado dos ursos de goma gigante, jogar um jogo de realidade virtual, em que tem de criar felicidade, e ainda tem direito a comer gomas de ursinho. Além disto, a sala tem um canto secreto: com muito cor-de-rosa e espelhos. Na sala do lado, a "Pop Circus", pode tirar fotografias ao lado da girafa, no carrossel ou junto ao arco-íris com luzes. Se, por acaso, gostar mais de unicórnios, a "Sweet Dreams" vai ser a sua sala preferida (onde pode também andar no baloiço dos sonhos). A última sala, "Lucky Fruit", esteve a cargo da artista portuguesa Maria Imaginário: lá as frutas ganham novas texturas, cores, perspetivas e dimensões.

Gelados e hambúrgueres grátis no Dia da Criança
Gelados e hambúrgueres grátis no Dia da Criança
Ver artigo

Carla explica que, para chegar às oito salas e às suas temáticas, foi muito complicado pois "todos os dias se acorda com uma ideia nova e se quer fazer algo diferente". Desde março que o projeto tem vindo a ser desenvolvido e abre agora, no final de maio, as portas ao público para receber visitas até Agosto. Se quiser fazer uma visita rápida, não demora mais de dez minutos a dar a volta ao museu. No entanto, todos os cantos são instagramáveis e todas as salas têm atividades interativas e degustação de doces exclusivos do espaço, por isso, a sua visita está programada para durar meia hora. Pode usar os hashtags #TheSweetArtMuseum, #SayYesToHappiness, #TheSAM e #visitlisbon para partilhar as fotografias nas redes socias.

Se visitar o museu tem ainda ao seu dispor uma loja de venda de merchandising oficial e uma aplicação gratuita que, para além de dar acesso à compra imediata dos bilhetes, faz georeferenciação do local da exposição em realidade aumentada, o que permite uma melhor interação e experiência da visita. O museu vai permanecer em Lisboa durante três meses e, com o sucesso esperado, já estão  previstas outras edições em outras cidades portugueses, como o Porto, e da Europa, nomeadamente,  Madrid e Londres.

Os bilhetes vão custar 20 euros por pessoa e estão à venda exclusivamente online na Ticketline, na Fnac, no El Corte Inglês e na Worten. Estão em pré-venda até dia 31 de maio, com o custo de 15 euros por pessoa. Por cada bilhete vendido, promovendo uma campanha de responsabilidade social, o The Sweet Art Museum Lisboa, doa 1 euro à  associação Terra dos Sonhos.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.