Aos 42 anos, Bárbara Norton de Matos aventurou-se no mundo da cosmética. Do projeto, que surgiu num almoço entre amigas, nasceram "Irreverence" e "Serenity", duas águas de colónia feitas a pensar nas mulheres. Estavam disponíveis desde novembro de 2021, mas, caso quisesse "usar e abusar" das mesmas, teria de as comprar através do Instagram da atriz. Isso acabou.

Para facilitar o processo de compra e colocar a resposta a todas as dúvidas que foram surgindo num só sítio, Bárbara decidiu lançar um site homónimo, onde, a partir de agora, pode comprar estas fragrâncias. Construído com as linhas do produto e da própria embalagem, este site vem, acima de tudo, agilizar.

Bárbara Norton de Matos lança águas de colónia que se adaptam ao mood e carteira das mulheres
Bárbara Norton de Matos lança águas de colónia que se adaptam ao mood e carteira das mulheres
Ver artigo

Com a ajuda da agência REDIGITAL, que, em conjunto com Bárbara, criou o site de raiz, a plataforma veio garantir funcionalidade e praticidade aos consumidores. "Está exatamente a minha cara. Ficou muito melhor do que estava à espera", garante a empresária, que destaca o facto de o site ter "toda a informação necessária".

Realizar as vendas destas fragrâncias 100% portuguesas apenas através do Instagram revelou-se um desafio que tinha de ser superado, já que estava em causa "um processo mais lento", muitas vezes devido às mensagens privadas que precisavam de retorno. "Hoje em dia, as pessoas querem resposta rápida e querem tudo mais rápido e mais eficaz", relembrou-nos Bárbara.

"Como quero lançar mais produtos, acho que vai ser uma ótima plataforma para conhecerem cada um"

Deste modo, se pretender saber mais sobre Serenity (mais floral, com um toque cítrico a limão) ou Irreverence (mais doce), basta dirigir-se à nova plataforma, onde pode, entre outras coisas, obter esclarecimentos quanto à política de envio e à de devoluções (sendo que estas últimas ainda não existiram).

Norton de Matos crê que "no site é tudo mais fácil", desde a organização relativa às encomendas e passando pela descrição das caraterísticas dos produtos. Optou por lançá-lo cinco meses depois de disponibilizar as fragrâncias, pois trabalha por objetivos. O principal é, claro, "que a marca chegue a mais pessoas possível", sinal de crescimento, e este site vem contribuir para isso mesmo.

"Como quero lançar mais produtos, acho que vai ser uma ótima plataforma para conhecerem cada um", revelou-nos. Sem estragar a surpresa, assegurou que estes novos produtos — que não serão águas de colónia — "já estão em processo".

Cada uma das fragrâncias tem o custo de 19,99€. Compradas em conjunto, simbolizam um gasto de 38,99€ (acrescendo os portes de envio). Para já, estas águas de colónia ainda não se encontram à venda em espaços físicos. Em comparação com os perfumes, permanecem mais tempo na pele e vão além do pescoço e dos pulsos de cada um. Destinam-se à pele, mas também à roupa, às gavetas, ao cabelo ou até ao sofá.

O feedback "tem sido ótimo". "Tem corrido bem e as pessoas gostam", contou à MAGG, afirmando estar "super feliz" por saber que "as mulheres se identificam" com este produto que pretende fazê-las sentirem-se irresistíveis. "Para (re)conquistar maridos e namorados é ótimo", brinca Bárbara, segura de que até os companheiros apreciam o cheiro de Serenity e Irreverence.

Embora sejam mais adaptadas para as mulheres, estas fragrâncias também podem ser usadas por crianças. Luz e Flor, filhas de Bárbara Norton de Matos, embora suspeitas, não dispensam. A mais nova "usa o Serenity todos os dias e adora. Põe na roupa, nas bonecas", argumentou a criadora dos produtos.

"É um investimento numa altura de crise, mas nunca é a altura ideal. É acreditar e dar passinhos pequenos". O site é, então, mais um passo concluído na jornada de Bárbara pela cosmética e, no caso, pela criação de uma marca pessoal "com credibilidade, estabilidade e coerência".

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.