Faz escolhas alimentares saudáveis, vai frequentemente ao ginásio e ainda é daquelas pessoas que preferem sempre as escadas aos elevadores. No entanto, tem umas gorduras teimosas que não desaparecem por nada.

“A preocupação com a imagem, a par com a saúde, é algo crescente entre os portugueses”, diz à MAGG Luísa Magalhães Ramos, cirurgiã plástica. De acordo com um estudo realizado em Portugal divulgado pela marca CoolSculpting, 21 por cento das portuguesas admite que evita eventos sociais devido à gordura corporal.

Como o frio mata a gordura

Existem tratamentos não-invasivos disponíveis no mercado para quem procura uma solução para a gordura localizada. Numa apresentação à imprensa realizada em Barcelona, a MAGG teve oportunidade de conhecer um desses tratamentos.

Verdade ou mito que o corpo queima mais calorias se treinar com frio? Especialista explica
Verdade ou mito que o corpo queima mais calorias se treinar com frio? Especialista explica
Ver artigo

“A tecnologia Coolsculpting tem como base a criolipólise, isto é, utiliza refrigeração controlada para detetar e destruir apenas células adiposas. Atua sobre a gordura subcutânea, preservando a pele e os tecidos”, explica Carlos Jarne, especialista em medicina estética.

O tratamento funciona através do contacto dos aplicadores (existem vários e de diversos tamanhos, especificamente pensados para tratar as diferentes zonas do corpo), que são colocados na zona a tratar. “O aparelho congela as células de gordura de uma determinada zona e esta é absorvida pelo organismo. O frio mata as células de gordura, e o organismo identifica estas células mortas, eliminando-as”, refere Luísa Magalhães Ramos.

As mulheres costumam tratar a zona do abdómen, os flancos (gorduras laterais, os comuns papos das costas), a gordura acumulada junto à axila, que costuma sair do sutiã e também os papos laterais das coxas."

Por sessão, este tratamento consegue eliminar entre cerca de 20 a 30 por cento de gordura localizada, sendo que dependendo dos casos e das zonas a tratar, podem ser necessárias mais sessões.

Luísa Magalhães Ramos refere que as zonas mais procuradas para tratar diferem entre homens e mulheres mas este é um tratamento solicitado por ambos os sexos. “As mulheres costumam tratar a zona do abdómen, os flancos (gorduras laterais, os comuns papos das costas), a gordura acumulada junto à axila, que costuma sair do sutiã e também os papos laterais das coxas”, conta a cirurgiã plástica, que acrescenta que o sexo masculino costuma tratar o abdómen e os flancos.

Quem deve escolher este tratamento?

Este é um tratamento indicado para a gordura localizada, mas Luísa Magalhães Ramos afirma que também é procurado por pessoas com outros tipos de corpos.

“Também nos aparecem pessoas mais gordinhas. Aliás, se este é um tratamento que elimina entre 20 a 30 por cento de gordura corporal, esta percentagem significa muito mais gordura numa pessoa com mais peso e nota-se bastante. No entanto, reforço que a indicação é a do tratamento da gordura localizada.”

Eliminar as células de gordura através do frio é um método indicado para pessoas que já tenham hábitos de vida adequados."

Carlos Jarne também salienta que é importante passar a mensagem de que este não é um tratamento milagroso, nem um método para perder peso.

“Eliminar as células de gordura através do frio é um método indicado para pessoas que já tenham hábitos de vida adequados, este tratamento não é uma lipoaspiração. É sim um tratamento progressivo, especialmente indicado para homens e mulheres que, apesar de terem especial cuidado com a alimentação e exercício físico, não conseguem eliminar o excesso de gordura localizada e definir o contorno do corpo.”

Os resultados são visíveis seis a 12 semanas após o tratamento

Devido à eliminação das células mortas, os resultados deste tipo de tratamento são definitivos, explica Luísa Magalhães Ramos, “na medida em que as células de gordura são eliminadas pelo frio. Mesmo que a pessoa engorde após o tratamento, na zona tratada manterá ainda uma silhueta mais definida, embora possa ficar com algumas irregularidades”.

Com resultados visíveis cerca de seis a 12 semanas após o tratamento, este é um método que não carece de internamento. Dependendo das zonas a tratar, cada sessão demora cerca de 45 minutos — quando falamos de zonas como os flancos, este tempo duplica.

“Após o final do tratamento é realizada uma massagem, que é realmente a parte em que os clientes se queixam de algum desconforto. No entanto, este é um passo imprescindível, dado que é devido a esta massagem que conseguimos quebrar a gordura cristalizada, que fica agrupada numa espécie de tijolo. Este ato estimula a circulação, que marca o processo de eliminação das células de gordura mortas”, afirma a cirurgiã plástica.

Cada ciclo de tratamento tem um custo inicial de 500€, aproximadamente, sendo necessária uma avaliação inicial para entender quantos ciclos são precisos para obter um resultado favorável na zona a tratar.

A MAGG viajou até Barcelona a convite da Allergan.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.