Aos 54 anos, Céline Dion sofre com uma doença neurológica grave, que não cura. Foi a própria cantora de "My Heart Will Go On" quem divulgou o estado de saúde, esta quinta-feira, 8 de dezembro, num vídeo emocionante, publicado no Instagram.

Em poucos minutos, Céline Dion surge sentada, de frente para a câmara, visivelmente triste e abalada. Nota-se que faz tudo para não chorar, embora tenha lágrimas nos olhos. Emocionada e com a voz trémula, a artista avisa que, por estar com problemas de saúde, terá de cancelar a digressão pela Europa, que teria início em fevereiro de 2023.

Celine Dion choca com magreza extrema. Recordamos outros casos
Celine Dion choca com magreza extrema. Recordamos outros casos
Ver artigo

A cantora canadiana foi diagnosticada com Síndrome da Pessoa Rígida (Stiff-Person Syndrome), uma doença auto-imune rara que, como o nome indica, enrijece os músculos e as articulações de várias partes do corpo, afetando, por exemplo, a locomoção, explica o Instituto Nacional para Distúrbios Neurológicos e Derrames, dos Estados Unidos.

"Olá a todos. Peço desculpa por ter demorado tanto a entrar em contacto convosco. Tenho muitas saudades vossas e mal posso esperar por estar em palco, a falar convosco, pessoalmente. Como sabem, sempre fui um livro aberto. Antes, não estava pronta para dizer nada, mas agora já estou pronta", começou por dizer.

"Tenho estado a lidar com problemas de saúde há muito tempo. Tem sido difícil encarar estes desafios e falar sobre tudo o que tenho passado. Recentemente, fui diagnosticada com uma doença neurológica muito rara, chamada Síndrome da Pessoa Rígida, que afeta uma pessoa em um milhão", continuou.

A cantora de 54 anos prossegue, dizendo que ainda está a tentar perceber o que este diagnóstico significa e que vem explicar o que andava a causar os espasmos que tem tido. "Infelizmente, estes espasmos afetam todos os aspetos da minha rotina diária. Às vezes, causam dificuldades a andar e não me permitem usar as minhas cordas vocais para cantar como sempre cantei", afirma.

"Magoa-me dizer-vos que isto significa que não estarei pronta para recomeçar a minha tour na Europa em fevereiro. Para voltar a alcançar-vos, de momento, só posso concentrar-me na minha saúde, e tenho esperança de que estou no caminho certo para a recuperação", divulga, assegurando estar a fazer tudo o que pode nesse sentido.

Céline Dion diz estar a esforçar-se "para voltar a ter força e ser capaz de atuar", mas admite que "tem sido difícil". "Eu só sei cantar. É o que fiz a vida toda e é o que mais amo fazer", relembra. "Dou sempre 100%, mas a minha condição não me está a permitir dar-vos isso agora", reforça.

"Tenho uma grande equipa de médicos a ajudar-me a melhorar e os meus preciosos filhos a apoiarem-me e a darem-me esperança", adianta, concluindo: "Quero agradecer-vos muito pelas palavras encorajadoras, pelo amor e pelo apoio nas minhas redes sociais. Significa muito para mim. Cuidem-se. Amo-vos muito e espero mesmo poder ver-vos novamente em breve".

Veja o testemunho emotivo da cantora

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.