No Dia Mundial da Prematuridade, 17 de novembro, a Dodot lançou uma campanha nas redes sociais que rapidamente se tornou viral. A marca de produtos para bebés divulgou um vídeo na conta oficial de Instagram para assinalar o dia propondo às pessoas que se juntassem à causa partilhando o vídeo nas suas histórias e identificando a Dodot.  "Por cada partilha, doaremos 1€ à XXS prematuros. De 17/11/2020 a 17/12/202, até um máximo de 10.000€", escreveu a marca na mesma publicação.

O vídeo rapidamente começou a circular sendo partilhado por vários milhares de pessoas, mas as opiniões quanto à iniciativa estão longe de serem consensuais. Foram vários os que aplaudiram a causa, mas muito os que criticam justificando que não passa de uma manobra de marketing para gerar publicidade.

Diogo Piçarra foi uma das pessoas que não ficou indiferente e decidiu pronunciar-se, comentando a publicação. "Tenham vergonha na cara. Caridade não deve ser publicidade", escreveu o cantor nos comentários da campanha. No seu Instagram fez ainda questão de realçar o facto de a Dodot pertencer a uma "empresa multimilionária" que se propõem a doar 1€, mas "a doação tem um máximo de 10.000€".

"É muito para o comum mortal, mas comparado com as 1.00.000 views e as milhares de partilhas que irá ter, fica a caridade pelo caminho e, no fim, é a publicidade que fica a ganhar. Porque temos todos um bom coração e queremos ajudar quem mais precisa, sem pensar duas vezes", escreveu Diogo Piçarra.  Também Agir reagiu à campanha comentando "Nojento".

Diogo Piçarra
créditos: diogopicarra/Instagram

Diogo Faro, muito conhecido por dar a cara por diversas causas, não deixou esta de lado e manifestou-se de uma forma irónica na rede social Instagram criticando o valor máximo de 10 mil euros estipulado para a doação. "Doará, no máximo, 10.000€ se vocês forem generosos e mesmo que partilhem 1 milhão de vezes ou mais, porque também não há cá pão para malucos. E partilhará, no mínimo, 0€ se vocês forem egoístas e não perceberem que está nas vossas mãos, dando claro visibilidade e rentabilidade à marca", escreveu o humorista fazendo questão de alertar para os lucros da marca em questão.

"Por acaso, esta empresa apresentou, só em 2019, lucros de 13 mil milhões de dólares, ou seja, 13.000.000.000.000$. O que quer dizer que se vocês ajudarem, vai contribuir, no máximo com 0.000000008% disto (podem confirmar), aproveitando as vossas boas intenções com as partilhas", acrescentou.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.