Inês Mocho partilhou este momento doloroso no seu Instagram. A maquilhadora e influenciadora digital de 33 anos relatou que, em fevereiro passado, descobriu que estava grávida depois de, em agosto passado, ter passado por uma gravidez ectópica e subsequente interrupção da gestação. 

"Fevereiro de 2021, descubro que estou novamente grávida. Não conto a ninguém e vou logo a correr a uma clínica de ecografias para ver se é uma gravidez viável ou não. Como é muito cedo não conseguem ver e mandam-me regressar em duas semanas. Enchi-me de pensamentos positivos de que estava tudo bem. Quando ouvi a médica dizer 'é gravidez ectópica e desta vez são gémeos' o meu mundo pareceu parar, abrandar, senti-me zonza", começou por relatar Inês.

A gravidez ectópica acontece quando o embrião se implanta e desenvolve fora do útero, podendo acontecer nas trompas, ovário, colo do útero, cavidade abdominal ou cérvix.

Inês Mocho relatou ainda o que aconteceu após este diagnóstico. "Os momentos seguintes são fragmentos e muito rápidos.. Vou a casa despedir-me da Leonor e do Miguel, vou à empresa orientar a equipa e dou entrada nas urgências. Foi tudo tão rápido que nem deu para processar. Tive que abortar e tirar a trompa. Correu tudo bem e estou fisicamente confortável. . Mas... há momentos em que não aceito o que aconteceu e há momentos em que me questiono o porquê das coisas, que penso nestes 3 bebés que já 'perdi'".

Inês Mocho revela momento doloroso: "Foi-me diagnosticada uma gravidez ectópica"
Inês Mocho revela momento doloroso: "Foi-me diagnosticada uma gravidez ectópica"
Ver artigo

A influenciadora digital é mãe de Leonor, que completa três anos este mês, fruto da relação com Miguel Domingues. Inês fez questão de deixar palavras de apoio a todas as mulheres que já passaram por situações semelhantes. "Não consigo imaginar como será passar por tudo isto antes de ter filhos.  Por isso o meu coração está com todas vocês que já passaram por algo similar. Espero que a minha partilha ajude e mostre que é ok não estar ok. Não somos menos mulheres porque não temos um trompa, um seio ou seja o que for. Vou continuar a aparecer por cá e a trabalhar porque me faz bem, não quero para já falar mais do assunto mas queria deixar aqui a minha partilha", escreveu ainda.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.