Miley Cyrus ganhou os seus primeiros dois Grammys este domingo, 4 de fevereiro. No discurso de agradecimento, a artista agradeceu à mãe e à irmã, que estavam presentes na plateia do certame, e a inúmeras outras pessoas, mas houve alguém que ficou de fora: o pai. Os fãs questionaram-se em relação a isso, mas parece que estará tudo ligado ao divórcio entre Tish e Billy Ray Cyrus.

Em entrevista a Alex Cooper, apresentadora do podcast "Call Her Daddy", a mãe de Miley abriu o coração em relação à separação do cantor, com quem foi casada durante cerca de 30 anos. Segundo Tish, não foi um processo nada fácil e chegou mesmo a ter um "esgotamento psicológico profundo" na altura – especialmente tendo em conta que coincidiu com a morte da sua mãe.

Veja o vídeo.

"Foi uma loucura porque, sinceramente, os meus dois maiores medos na vida eram estar sempre sozinha e a morte da minha mãe", admitiu Tish Cyrus. "Eu pensava: 'não sei se vou sobreviver quando a minha mãe morrer'", continuou, acrescentando que viveu "um mês de um completo esgotamento psicológico".

A empresária diz que não conseguia comer, dormir ou parar de chorar durante esse período. "Eu literalmente pesava 58 quilos", explicou e disse ainda que isso foi motivado pela mudança abrupta da sua vida. "Não tenho a minha mãe e depois não tenho o meu marido, que foi meu marido durante 30 anos. Caramba, estou assustada", explicou, referindo-se àquilo que pensou aquando da separação.

Do vestido dourado à casa do vídeo, 6 teorias sobre "Flowers", a canção de vingança de Miley Cyrus que está a bater recordes
Do vestido dourado à casa do vídeo, 6 teorias sobre "Flowers", a canção de vingança de Miley Cyrus que está a bater recordes
Ver artigo

Mas, afinal, o que motivou o divórcio? "O nosso casamento não estava bem há muito tempo, e acho que fiquei com medo – literalmente medo – de ficar sozinha", explicou, dizendo ainda que o par já se tinha tentado divorciar-se em 2010 e 2013, algo que não foi para a frente. Desta vez, foi diferente e, em 2022, o casal decidiu finalmente seguir por caminhos diferentes.

"Ele [Billy Ray Cyrus] foi para o Tennessee, durante a [pandemia de] COVID. A Miley e a Noah são novas e precisam de mim, precisam da mãe. Então fiquei na Califórnia e, durante esse período, refleti profundamente sobre a vida", acrescentou a empresária, dizendo que chegou a procurar ajuda psiquiátrica e considerou a possibilidade de ser internada.

No entanto, apesar das dificuldades, encontrou forças para seguir em frente. "E então, literalmente, tomei esta decisão definitiva e pensei: " Vou seguir em frente com a minha vida". E sabes que mais, miúda? Foi o melhor que aconteceu", exclamou Tish Cyrus.

Uns meses depois de se separar do cantor, a empresária encontrou um novo amor, o ator australiano Dominic Purcell, protagonista da série "Prison Break", que já lhe tinha mandado mensagens nas redes sociais em 2016 – às quais não obteve resposta, até largos anos depois, segundo a "People". A relação tornou-se pública em novembro de 2022, depois de um primeiro encontro muito bem sucedido, onde fizeram juras de amor, fundamentalmente, imediatas.

Na entrevista, Tish Cyrus frisou que soube desde o primeiro momento que Purcell era "o tal". Por isso, não é de admirar que a empresária tenha anunciado escassos meses depois que estava noiva, em abril de 2023. O companheiro fez-lhe o pedido no Dia de Ação de Graças ainda em 2022, em novembro, com a ajuda de Miley Cyrus, e deram o nó em agosto do ano seguinte, também no jardim da casa da cantora.

Assim, a relação de Tish e Billy Ray Cyrus chegou ao fim, quase 30 anos depois de se terem casado, em 1993. O par tem três filhos em comum, Miley, de 30 anos, Braison, de 29, e Noah, de 23. A empresária é ainda mãe de Brandi, de 36 anos, e Trace, de 34, frutos de uma relação anterior, tendo sido ambos adotados por Billy Ray Cyrus quando se casou com Tish.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.