Mafalda Sampaio, uma das mais conhecidas influenciadoras digitais portuguesas, esteve presente no podcast da rádio Megahits “100 Purpurinas”, na quinta-feira, 8 de fevereiro, para falar sobre a sua vida e profissão. Na conversa com Sofia Vasconcelos, falou sobre os dois filhos, Madalena, de 5 anos, e Francisco, de 1, padrões de beleza, a e também sobre a depressão que teve em 2023.

A marca Empatia, de Mafalda Sampaio, já chegou ao CascaiShopping (mas por pouco tempo). Conheça as peças
A marca Empatia, de Mafalda Sampaio, já chegou ao CascaiShopping (mas por pouco tempo). Conheça as peças
Ver artigo

“O ano passado foi muito intenso, principalmente porque de repente eu já tinha imenso trabalho, um bebé pequenino e lancei a minha marca”, começou por dizer Mafalda Sampaio. A influenciadora, também conhecida como Maria Vaidosa, lançou a marca Empatia em 2023, com coleções inspiradas na sua ligação com a moda através de memórias com a sua mãe. “[A marca] foi o pico de excesso de trabalho”, confessou.

“Tinha muitos conteúdos e muitas coisas a acontecer no digital e depois em 2023 saiu a marca e havia ainda mais coisas a acontecer, mais coisas para resolver. Quando eu lancei a Empatia foi assim um pico da minha ansiedade”, continuou. “Comecei a fazer terapia, o que me ajudou imenso, e ainda continuo. Mas senti realmente que o ano passado foi assim o ano mais difícil de sempre, pelo qual eu passei [por] muita ansiedade, tinha dias em que ficava a chorar. Foi duro”, confessou Mafalda Sampaio.

A influenciadora digital falou pela primeira vez sobre este assunto em dezembro de 2023 numa publicação no Instagram, onde conta já com mais de 580 mil seguidores. Confessou que tinha tido um “burnout e muita ansiedade” no decorrer do ano. “Este ano foi muito desafiante, entre burnout e muita ansiedade, poder acabar com a casa bonita e confortável foi ter a certeza de que apesar de tudo, consegui!”, escreveu Mafalda na publicação.

Na conversa com Sofia Vasconcelos, a influenciadora digital confessou que foi muito difícil gerir tudo o que tinha para fazer e que o que “devia ter feito na altura era parar”. No entanto, para se sentir ativa, em vez disso começou a publicar reels no Instagram todos os dias, e foi a altura em que se sentiu pior mentalmente. “Quando vês uma conta no Instagram não sabes de nada. Eu não parecia feliz, eu vejo os conteúdos e penso que não era eu”, disse.

Na altura da publicação na rede social, Mafalda Sampaio confessou que as pessoas “não perguntaram nada de especial”, e que normalmente “não falam muito sobre isso”. “Acho que a saúde mental hoje em dia tem mais força, mas ainda assim ainda não se fala muito sobre isso”, disse a influenciadora. 

"O Homem que Mordeu o Cão" vai ser um filme. Nuno Markl até já tem o argumento escrito
"O Homem que Mordeu o Cão" vai ser um filme. Nuno Markl até já tem o argumento escrito
Ver artigo

Ao publicar a fotografia, Mafalda confessou que deixou lá “a bomba” e foi embora, não tendo voltado à publicação. A influenciadora digital também confessou que, como era algo escrito, as pessoas não iam ler e ligar tanto, e por isso é que falou sobre o assunto, nunca tendo feito vídeos ou stories a falar sobre a depressão. “Na altura pensei mesmo 'até que ponto é que faz sentido partilhar que não estou bem, o que é que vai trazer na prática. Se calhar não vai ajudar e só vai piorar, 'olha a influencer que teve um esgotamento, agora não vai mais fazer skincare nem rotinas de manhã', e eu não queria esse tipo de comentário”, disse. 

No final da conversa sobre a depressão, Mafalda Sampaio confessou a Sofia Vasconcelos que nunca tinha sentido vontade de partilhar este assunto, e que esta era a “primeira vez” que estava a “falar tão abertamente” sobre ele. “É dizer que não estiveste bem, que estiveste mal e que não és de ferro. Queres passar uma imagem de força e de empoderamento, eu gosto sempre de passar essa mensagem porque eu sou muito assim, até ao dia em que não dá”, confessou.

Mafalda Sampaio começou a sua trajetória no mundo do digital em agosto de 2014, quando criou um canal de Youtube com o nome de "Maria Vaidosa", e nunca mais parou. Já conta com mais de 580 mil seguidores no Instagram e 229 mil no Youtube, onde partilha constantemente o seu dia a dia, espelhando o seu gosto pela moda e, mais recentemente, a sua rotina enquanto mãe.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.