Mariana tem 15 anos, feitos em outubro. Está no 10º ano e frequenta a área de Línguas e Humanidades. Além de se tratar de uma tentativa de "escapar à matemática", considerou que seria o melhor curso para as suas aspirações. A atriz, que dá vida à Shakirita da novela "Amor Amor", conta à MAGG que tem "ótimas notas", utilizando o seu mais recente 20 a Matemática Aplicada às Ciências Sociais como exemplo. Mesmo estando ainda no 10º ano, pretende ter a melhor média possível desde cedo, para que nada a impeça de seguir os seus sonhos.

Além de estudar para os testes e preparar as apresentações, Mariana ainda arranja tempo para fazer dobragens, como a do filme "Ron Dá Erro", atualmente em cartaz nos cinemas, ou a da série "Gabby's Dollhouse". Tem aulas particulares de voz, que lhe são úteis não só para as dobragens, como para o canto, e também aulas de teatro. Integra o Grupo de Teatro Infantil Animarte e grava a novela "Amor Amor", da SIC.

Bruno Cabrerizo e Lourenço Ortigão juntos na próxima novela da SIC
Bruno Cabrerizo e Lourenço Ortigão juntos na próxima novela da SIC
Ver artigo

Ficou ligada ao mundo das artes desde cedo. Aos 3 anos foi para o coro da escola e fez dança clássica até aos 7, idade em que entrou para o coro de Santo Amaro de Oeiras. Desde pequena, sempre gostou de musicais. Recorda o "Fantasma da Ópera", que chegou a ver em Londres, e recomenda "Chicago" como uma produção imperdível. “Amei. Está incrível. Os atores são incríveis", diz à MAGG.

Como já pôde perceber, é necessária muita organização para manter todos estes afazeres. O dia de Mariana tem 24 horas, tal como o seu. O segredo? Não existe. Basta-lhe uma agenda. "Escrevo e vejo o que tenho para fazer, e torna-se mais fácil", explica a jovem, que garante que "com calma e orientação dá para fazer tudo como deve ser". Quem a conhece descreve-a como "uma caixinha de surpresas", "muito empenhada" e "esforçada".

Mariana tem dois amores: a música e a representação. Mas não lhe peçam para escolher apenas um deles. “Se eu pudesse ter as duas no meu mundo, era ótimo”, assegura a atriz e cantora, que precisa de ambas as artes para estar feliz. O maior marco na sua carreira musical foi ter participado no Festival Eurovisão da Canção Júnior, em 2017, no qual representou Portugal. "Foi uma emoção gigante ir representar o nosso país", assegura.

Mariana Venâncio foi uma das cinco vozes selecionadas pela RTP para cantar a canção "Youtuber", da autoria de João Cabrita. Depois de um empate, dos votos do júri e do televoto, Mariana, na altura com 11 anos (feitos na véspera), saiu vencedora. O festival decorreu a 26 de novembro de 2017, em Tiblíssi, na Geórgia. A jovem confessa ter "imensas saudades" desta aventura que lhe permitiu conhecer "pessoas novas de países muito diferentes, com culturas muito diferentes". “Os meus amigos ainda hoje cantam a minha música”, conta Mariana. "Foi das melhores experiências que alguma vez vivi".

No canal de Youtube da jovem podemos encontrar a atuação que lhe valeu o título, bem como muitas outras. Hoje em dia, não publica tão regularmente nesta plataforma, recorrendo mais ao Instagram. Na sua conta, Mariana posta alguns covers e vai mantendo os fãs informados acerca do que ocupa os seus dias, como a participação em "Amor Amor".

Em "Amor Amor", a sua estreia em televisão, Mariana interpretou Shakira Fernandes, uma menina natural da Galiza. Shakira é uma grande aluna, tal como Mariana, apesar de a personagem ser mais estudiosa do que a atriz (segundo confidenciou, em setembro, a Diana Chaves e João Baião, no "Casa Feliz"). Ambas focadas e inteligentes, simpáticas e dançarinas. Entrar para a novela da SIC permitiu a Mariana construir um grande laço com João Catarré (interpreta Luís Fernandes, o pai de Shakira) e Melânia Gomes (interpreta Rute Fernandes, a madrasta), os seus pais da ficção, que, segundo a jovem, tanto lhe ensinaram.

Uma vez terminadas as gravações da segunda temporada de "Amor Amor", Mariana vai continuar a alimentar a sua paixão pela dança, só que de forma menos regular. Apesar de adorar dançar, a falta de tempo não lhe permite dedicar-se tanto quanto gostaria. Ainda assim, arranjou uma solução de compromisso: o TikTok. Quando tem disponibilidade, refugia-se na aplicação para aprender as coreografias mais atuais. É no seu perfil do TikTok que alimenta este hobby.

Mas, afinal, que história de ir cantar a Nova Iorque?

E o que é que une a Shakirita a um cantor de heavy metal? A MAGG explica-lhe. A 11 de dezembro, Mariana estará em Nova Iorque — não para ver os enfeites de Natal ou a neve, mas para atuar com Ted Poley, integrante da banda Danger Danger. Ted Poley é amigo de longa data do pai de Mariana. A relação dos dois fazia com que, cada vez que o cantor vinha a Portugal, ficasse hospedado em casa de Mariana. E este acordo ainda se mantém.

“Sempre me dei muito bem com ele. Tenho fotos ao colo dele, a brincar às bonecas, no meu quarto”, relembra Mariana. O cantor viu-a crescer e tem-na acompanhado como um fã. Na altura do Festival Eurovisão da Canção Júnior, o cantor de 59 anos convidou Mariana a juntar-se a ele no palco do Casino Estoril. Agora, com outra maturidade, Mariana vai viajar para os Estados Unidos, também em resposta a um desafio do cantor, com quem partilhará, novamente, o palco.

"É uma oportunidade incrível", crê a jovem, que já se encontra a ensaiar para a atuação. Vai cantar uma música de Ted Poley — a mesma que cantaram juntos no Casino Estoril. “Não estou muito nervosa. Estou muito ansiosa, no bom sentido", garante. Vai ser a primeira vez de Mariana em Nova Iorque, cidade que quer "muito conhecer".

Se não conseguir viajar, em dezembro, até aos Estados Unidos para ver Mariana Venâncio, fique por Lisboa. É já no dia 3 que Mariana atua no Teatro de S. Luís, numa Gala de Beneficência de Natal, onde, em conjunto com um grupo, vai cantar músicas em homenagem a Carlos Paião.

Mariana não tem dúvidas do que quer para o seu futuro. “Quero mesmo ser atriz e estou a fazer os possíveis”, garante. Terminado o ensino secundário, pondera continuar os estudos em Londres. "Adoraria" a ideia de tirar um curso de representação na capital do Reino Unido, por considerar que lhe "abriria mais portas". Apesar de ainda estar a analisar as opções, quer aquilo que for melhor para o seu caminho e que lhe permitir “continuar com este mundo das artes”.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.