Desde o início de janeiro que o caos está instalado na família real britânica. A decisão de Harry e Meghan em deixarem de ser membros séniores da família caiu que nem uma bomba e houve quem garantisse que a rainha, o pai e o irmão de Harry foram apanhados de surpresa. Desde essa altura que as polémicas também não param: a rainha retirou-lhes os títulos, o casal mudou-se para o Canadá para uma casa digna de um conto de fadas e as controvérsias chegam todos os dias.

Uma das mais recentes prende-se com o facto de a rainha ter proibido Meghan e Harry de usarem o título “royal”, “real” em português, no que diz respeito ao novo site do casal, à nova instituição e até à página de Instagram que foi criada em abril de 2019. Pouco tempo depois, foi a vez de o casal emitir um comunicado a explicar que não iam usar esse termo – dando a ideia de que seria uma opção própria e não uma obrigação.

5 grandes polémicas de Meghan Markle desde que entrou na família real britânica
5 grandes polémicas de Meghan Markle desde que entrou na família real britânica
Ver artigo

De acordo com uma fonte, citada pela revista “Cosmopolitan”, quem não terá gostada de toda esta polémica à volta da família foi a rainha. “Ela está muito desiludida que o seu próprio neto esteja a causa tanto embaraço à monarquia e que esteja a trazer tanta atenção não desejada à sua família na pior altura possível”, diz a mesma fonte.

Do lado dos Sussex, também Meghan parece desagrada. “A Meghan diz que [ela e Harry] ficaram sem opções a não ser fazer o comunicado. Ela diz que se alguém se deve sentir insultado, deveriam ser eles. Eles nunca tiveram intenções de capitalizar a palavra ‘real’, e insinuar que eles estavam a abusar dos seus privilégios é um absurdo”, explica uma fonte do círculo íntimo do casal ao “Daily Mail”, citado pela “Cosmopolitan”.

“Ela diz que ela e o Harry vão continuar a passar por cima dos ciúmes e das coisas mesquinhas para se focarem nas coisas boas que estão a criar e para serem os melhores pais para o Archie. Ela diz que vai continuar a defender o Harry de todos porque ele é o mais íntegro e o mais leal”, continua.

Mas há mais. De acordo com esta fonte, Meghan crê que a decisão da rainha em proibir que o casal use o título terá vindo depois de ter sido “pressionada” para fazer a tal mudança. A mãe de Archie não acredita que a decisão tenha vindo de Isabel II já que Harry é o “preferido” da rainha e que os restantes membros da família real não conseguem lidar com isso.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.