Há muito que a comida que nos chega a casa abriu horizontes para além das pizzas, hambúrgueres e pratos chineses. Com a pandemia como grande impulsionadora, muitos foram os restaurantes que se focaram também no delivery e começaram a pensar em propostas que nos chegassem à porta com sabor e qualidade. A tendência foi tanta que, hoje em dia, até existem restaurantes virtuais apenas e só focados nas entregas, tal como o novo Pescatore, que a MAGG já teve oportunidade de experimentar.

Botão. O espaço na Ericeira que o quer conquistar com carnes fumadas e cervejas artesanais
Botão. O espaço na Ericeira que o quer conquistar com carnes fumadas e cervejas artesanais
Ver artigo

Esta nova forma de comer peixe, dado que não há carne envolvida na oferta do Pescatore, une bons produtos com muita criatividade — para além se seguir políticas de preços honestos e práticas de zero desperdício — e leva-lhe a casa propostas pensadas pelo chef italiano Silvio Armanni, que já passou por vários restaurantes com estrelas Michelin.

E o que é que pode esperar da carta? A pensar nesta época do ano, a oferta do Pescatore começa com uma sopa de abóbora e cenoura com alecrim fresco, avelãs picadas (que vêm à parte, podendo escolher incluí-las na sopa ou não) e vieiras da Galiza (6€). Se preferir, também pode pedir a sopa na versão vegetariana.

Pescatore
O chef Silvio Armanni é responsável pelos pratos do Pescatore.

Nos pratos principais, escolha entre a trilogia do mar (13€), uma bowl com camarão e lula cozidos, tártaro de atum, cuscuz de trigo integral e uma emulsão de abacate e algas marinhas, ou renda-se ao atum dos Açores, que aqui é servido numa sandes bem fresca (13€), feita com puccia — um pão arredondado da região italiana de Puglia —  e recheada com tártaro de atum, pesto caseiro, rúcula, tomate heirloom e cebola roxa em conserva.

Se preferir um prato mais aconchegante, pode provar o peixe-espada do Atlântico (13€), com esparguete frio com pesto caseiro, tomates cereja semi-secos, raspas de limão e pinhões biológicos tostados, ou os mexilhões de Aveiro (13€) envolvidos em massa orecchiette, batatas, tomates cereja e salsa fresca.

Pescatore
Sandes de atum dos Açores (13€)

Para terminar em beleza, a carta do Pescatore tem disponível o bolo Caprese (3,50€), feito com farinha de amêndoa, chocolate negro e creme de chantilly de baunilha (que tem algumas semelhanças com um brownie, no que diz respeito à textura) e a mousse de ricota e geleia de clementina (5€), servida com maçã assada, castanhas assadas e alecrim fresco. Não sabe o que escolher? Peças as duas sobremesas no duo The Sweet Tooth pelo valor de 7€.

Mas os menus especiais não se ficam pelas sobremesas: pode pedir o menu de almoço — Business Lunch —, que inclui prato principal ou vegetariano, bolo e uma bebida por 15€. Se quiser dividir o almoço com colegas, o menu The Coworkers permite-lhe pedir três pratos principais por 30€.

O novo Pescatore é focado apenas em delivery e está disponível entre terça-feira e sábado, para entregas de almoços e jantares na zona de Lisboa. Pode fazer o pedido nas plataformas habituais como Uber EatsBolt Food e Glovo ou ainda através da Kitch.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.