Já alguma vez pensou em ter na sua cozinha cinco especiarias que sirvam para qualquer tipo de prato, seja doce ou salgado? A ideia é de Rafael Ribeiro, ex-concorrente do "Hell's Kitchen", que acaba de lançar a Brilha com Segredo, uma marca que quer facilitar o dia a dia dos aspirantes a cozinheiros na confeção de qualquer comida.

António Pedro junta-se a colegas do "Hell's Kitchen" para abrir restaurante com apenas uma mesa
António Pedro junta-se a colegas do "Hell's Kitchen" para abrir restaurante com apenas uma mesa
Ver artigo

Em entrevista à MAGG, o jovem de 20 anos explica em que consiste o seu novo projeto, fala ainda sobre o percurso na cozinha infernal do programa da SIC e diz o que pensa sobre o chef Ljubomir Stanisic, com quem não concorda a propósito da sua expulsão precoce do formato.

A sua nova marca consiste num conjunto de cinco especiais, uma para carnes, outra para peixes, a típica massa de pimentão, uma de mel picante e uma última para pratos doces. "É um conjunto de especiarias muito completo, que criei quando me apercebi que alguns amigos tinham dificuldade em temperar os seus pratos", começa por contar Rafael.

O objetivo destas especiarias é conjugar um sabor "ligeiramente típico" com o equilíbrio de "tempero perfeito". "Para já, tenho apenas cinco produtos e quem os adquirir não precisa de mais nada. Nem sequer de ter conhecimentos de cozinha para criar um bom prato", afirma o jovem.

Para além deste projeto, o ex-participante do programa da estação de Paço de Arcos ainda é cozinheiro de primeira num restaurante em Monsanto, Lisboa, e é formador profissional de cozinha em três Institutos de Emprego e Formação Profissional (IEFP), na Amadora, Alcântara e Xabregas.

Sem esquecer o sonho de abrir um restaurante, Rafael diz que esse passo na sua vida profissional deverá acontecer dentro de dois ou três anos. "Agora, quero que o meu projeto de especiarias cresça e só depois abrir o meu restaurante de comida tradicional portuguesa, que tem de ser o mais sustentável possível e sempre ligado à natureza", frisa.

As misturas de temperos criadas por Rafael custam entre 2,40€ e 3,95€ e podem ser adquiridas por encomenda através do número de telefone 919 585 518, ou por mensagem privada através do Instagram da Brilha com Segredo.

Rafael sobre Ljubomir: "É pior do que aquilo que se vê nas câmaras"

Rafael foi o segundo concorrente expulso do "Hell's Kitchen" na emissão do último domingo, 11 de abril. Sobre a sua participação no cooking show, o cozinheiro faz um balanço positivo mas garante que existiram muitas "partes negativas" nos momentos de maior tensão.

"Falhou muita coisa para ter sido expulso, já não estava forte psicologicamente devido a certas coisas que se passaram no programa. Como grupo, não estávamos muito unidos e os momentos de maior tensão não passam cá para fora", diz, referindo ainda que esses episódios mais tensos deixa os concorrentes desorientados ao longo das provas.

Sobre os argumentos utilizados por Ljubomir Stanisic para o eliminar do "Hell's Kitchen", Rafael diz que não concorda com o que se passou. "Não interessa se temos muita ou pouca experiência. Naquela prova, não merecia. Não fui o melhor, mas também não fui o pior. Não achei a atitude muito correta, deveria ter sido a Cândida a sair", revela.

Questionado sobre o que pensa do rosto do programa da estação de Paço de Arcos, o jovem cozinheiro é perentório: "Não é o tipo de pessoa com quem mais me dou, tem uma personalidade muito chocante. O que se vê na televisão, é o que ele é. Mas às vezes, é pior do que aquilo que se vê nas câmaras".

Ambiente na casa era bom, mas só no início

Para o jovem de 20 anos, partilhar casa com os colegas durante as gravações foi "normal", até porque podiam fazer exercício ou qualquer outra atividade. "O dia a dia na casa era como se estivéssemos na nossa própria casa. No início foi muito bom, mas depois começou a ficar mais tenso e conflituoso", confessa à MAGG.

Ainda assim, trouxe alguns amigos depois de terminarem as filmagens. António Pedro, Lucas, Diogo, Hélder ou Ricardo são alguns dos colegas da cozinha infernal de Ljubomir com quem criou amizade. "Sem dúvida que deveria ser o Diogo a ganhar o programa, é uma pessoa humilde e com um conhecimento gigantesco de cozinha", acrescenta.

Mas a relação não correu pelo melhor com todos os colegas. Francisca e Cândida são as duas participantes com quem Rafael diz que não conseguiu criar qualquer elo de ligação. "Tiveram certo tipo de atitudes que não acho agradáveis. As pessoas não devem estar sempre a dizer que sabem mais do que as outras, aquilo é um concurso e temos de nos apoiar", remata.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.