A lista dos "The World’s 50 Best Bars 2021" (os "50 Melhores Bares do Mundo", em português) foi divulgada a 7 de dezembro numa cerimónia em Londres, mas os vencedores vão até ao 100.º lugar. É entre a 50.º e a 100.º posição que está um bar português, o Red Frog, na Praça da Alegria, em Lisboa, que se destacou ao lado de mais 26 países.

O bar lisboeta ocupa a 67.º posição do ranking, o que representa uma subida de 25 lugares em relação aos resultados obtidos em 2017. Contudo, o novo feito tem um significado ainda mais especial este ano.

"Resiliência é a palavra perfeita para descrever os nossos últimos tempos. Atravessamos uma altura incerta, tal como o mundo inteiro, mas de uma coisa temos a certeza: a hospitalidade é a nossa paixão, o mundo do bar é o que nos move e nos faz levantar todas as manhãs. Os nossos objetivos são traçado anualmente, realizámos muitos deles, mas esta vitória tem um sabor muito especial. Este ano, com todas as suas imperfeições, para nós, será especial", escreveram os responsáveis do Red Frog numa publicação de Instagram.

O bar, que abriu em 2015 na rua do Salitre e viu-se obrigado a mudar para a Praça da Alegria no meio da pandemia, melhorou também alguns pormenores e mudou a carta ao longo dos últimos dois anos desafiantes (nos quais esteve fechado durante 14 meses). "Lançámos o menu com o nome '(RE)VIVER' relembrando o passado e sempre olhando para o futuro, tornámo-nos o bar mais exclusivo do país", continuam.

Esse menu contempla clássicos da casa com seis anos, outros cocktails "esquecidos", mas todos foram reinventados para a nova oferta. É o caso do star fizz, que leva Tanqueray Ten, sabugueiro e erva príncipe (14€), do popcorn 'n' oil, que leva, entre outros ingredientes, manteiga de coco e cordial lima (14€), do aviation, com gin Mare, destilado de Ginja, aveia, ruibarbo e lavanda (14€) e do terracota, feito com Casamigos blanco, Copper Dog, Alcachofra Amaro e ainda alho negro e citrinos (15€).

O menu de 12 páginas conta também com opções de comida para acompanhar os cocktails, desde bolinhas de alheira de caça (6€), passando pela katso sando, vazia dos Açores panada dentro de pão brioche, com pickle de couve e rabano e molho tonkatso e kimchi (14€), até ao the cookie cake, um bolo de bolacha (7,50€).

Bolinhas de alheira de caça
créditos: @tiagomaya

Não é difícil perceber porque é que o Red Frog está na lista dos melhores bares do mundo, mas há mais um fator que pode ter contribuído: a regra do bar que diz que quem entra tem de colocar "o telefone em modo de voo ou silêncio" — é que só assim os clientes conseguem tomar verdadeiramente atenção à mistura de sabores que lhes são apresentados.

Quanto aos galardoados do "The World’s 50 Best Bars 2021", destaca-se o bar Connaught Bar, em Londres, Reino Unido, que conquistou a primeira posição. "Este é um bar em que a excelência se tornou o padrão mínimo", diz a descrição do espaço. Já a prata foi para outro bar no Reino Unido, o Tayēr + Elementary, e o bronze para o Paradiso, em Barcelona, Espanha.

Conheça aqui a lista completa dos 50 Melhores Bares do Mundo.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.