Nove anos após a abertura da primeira loja, o Choupana Caffe tem uma novidade de peso: a marca prepara-se para inaugurar uma segunda loja — e com um novo conceito —, desta vez no Parque das Nações, com abertura prevista para o final deste ano. A abertura da nova loja serve de celebração do aniversário de 9 anos da marca.

O foco principal da nova loja do Parque das Nações foi garantir que "o Choupana continuasse com qualidade", explica Marli Santos, responsável da marca, à MAGG. "É fundamental. É importantíssimo estar numa zona onde existam estes públicos acumulados", sublinha a responsável acerca da importância da localização.

O novo Bolo Rainha do Choupana Caffe é uma mão cheia de frutos secos e tentação
O novo Bolo Rainha do Choupana Caffe é uma mão cheia de frutos secos e tentação
Ver artigo

A escolha não foi ao acaso, dado que os clientes da marca sempre pediram uma loja no Parque das Nações. Quando a oportunidade surgiu, decidiram agarrá-la. "É [um local] bastante apropriado, com muito potencial" por ter um grande tráfego de pessoas, quer sejam residentes ou trabalhadores. Também por ser "uma área importante" a nível de transportes e por ter "pouca oferta" no que toca a pastelarias ou cafeterias "de fabrico próprio" e com "proximidade aos clientes", o Parque das Nações revelou-se perfeito, completa Sara Paixão, também responsável da marca.

Há croissants, mas acabou o serviço de mesa

A loja que abrirá em breve no Parque das Nações assume um "formato diferente" daquele que já se conhece na Avenida da República. Como esclarecem as responsáveis, mesmo assim, há uma linha base que se mantém: "o sentido de conforto, a qualidade, os tons neutros" que permitem que sejam os produtos alimentares a dar cor à loja.

Por se assumir enquanto loja "mais moderna" e "mais contemporânea", adiantam as duas responsáveis, a nova loja não terá serviço de mesa. Enquanto o espaço original oferece um menu "mais extenso, que exige mais tempo de espera", na do Parque das Nações "o cliente fará um percurso dentro da loja onde tem oportunidade de escolher todas estas gamas de produtos", explicam, garantindo que tal torna "a experiência em loja mais prática, mais leve, fluida, descontraída e ágil".

Também devido à dimensão da loja, mais pequena, fez sentido serem os próprios clientes a alcançar os produtos. Se, por exemplo, estiver atrasado para o trabalho, pode fazer uma rápida paragem no Choupana e, logo à entrada da loja, pegar no que pretende adquirir, sem perder muito tempo. Adotando a noção de take-away como um dos focos principais, a nova loja também vai disponibilizar delivery, para já através da Uber Eats e da Bolt Food.

Croissants com bolas de gelado? Sim, será possível no Choupana do Parque das Nações

Choupana Caffe
Os famosos croissants do Choupana passam a ter um novo complemento: gelado! créditos: Imagem cedida pelo Choupana Caffe

As futuras lojas "terão um perfil mais semelhante a estas noções". Os preços dos produtos, esses, manter-se-ão os mesmos, em comparação à loja-mãe. Ainda assim, o novo espaço no Parque das Nações traz consigo itens que não estarão, para já, disponíveis no espaço da Avenida da República.

Mais conhecido pelos seus croissants, o Choupana Caffe vai lançar, na loja do Parque das Nações, uma gama de gelados de fabrico próprio. Dos sabores tradicionais, como morango e chocolate, aos de frutos secos, como pistáchio, os gelados do Choupana valerão por si só, mas também enquanto complemento.

Com o objetivo de introduzirem um novo conceito, surgem também os crepes do Choupana, bem emparelhados com os novos gelados. Além deste clássico, há também o inédito: gelado a acompanhar croissant. Pretendem "criar companheiros do gelado", desmistificando a ideia de que o seu consumo se reserva ao verão. Estes novos itens do menu ainda não têm preços definidos.

Choupana Caffe
O Choupana Caffe vai apostar em gelados de fabrico próprio. créditos: Imagem cedida pelo Choupana Caffe

Também o brunch do Choupana é bastante procurado, mas, neste momento, não estará disponível no Parque das Nações pois terá de ser adaptado e repensado consoante os moldes da nova loja. Ainda assim, a cascata de chocolate que estará continuamente a correr vai dificultar-lhe a tarefa de resistir à tentação.

A nova loja está situada mesmo ao lado da Gare do Oriente e perto do Centro Comercial Vasco da Gama. O espaço terá 150 metros quadrados, sendo assim menor do que o da Avenida da República. Enquanto o primeiro alberga pouco menos de 30 lugares sentados, o espaço original contém 60 lugares.

Em 2019, a marca abriu uma segunda loja em Santa Apolónia, mas fechou no mesmo ano. Assim, além da loja-mãe na Avenida da República e da nova abertura do Parque das Nações, atualmente existe ainda uma pop-up store nos Armazéns do Chiado. Este ponto de venda temporário surge na época natalícia para comercializar o bolo rainha da marca, que tem sido "um sucesso de vendas". No ano passado, a receita foi melhorada, complementando a amêndoa, a avelã e a noz com pistáchio e noz pecã.

Morada: Avenida Dom João II L 1.16.01, Parque das Nações
Horários: 07h30-19h00

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.