O café é uma ciência. "Como gosta do seu?", pergunta-nos Tiago. Pouco habituados a dar pormenores sobre o sabor que às vezes engolimos sem pensar depois de almoço, lembramo-nos que, na verdade, preferimos que seja longo, fraco e aromático.

"Já sei o que vou fazer", diz com a certeza de quem estudou o suficiente para responder a seja qual for a exigência do cliente. Pega no saco de café da Colômbia, tira vinte gramas de moagem média, aquece a água a 92 graus — nem mais nem menos — e começa a verter sobre o filtro, num primeiro contacto entre água e café, que dura uns exatos 45 segundos. Eu não disse que era uma ciência?

Morada: Rua Abade Faria, 54B, Lisboa
Horário: 8h30-18h. Fecha ao domingo

Tiago Silva é o dono da mais recente cafetaria de Lisboa que abriu dia 11 de junho num bairro onde este tipo de negócios são pouco comuns. "Escolhi o Areeiro, porque as pessoas do bairro também merecem um bom café sem ter que ir ao Marquês ou à Baixa", explica Tiago Silva, o brasileiro que escolheu Lisboa para fazer da paixão pelo café um negócio.

Antes de Portugal, passou pela Irlanda onde, garante, "há uma coffee shop em cada esquina". Foi lá que aprendeu tudo o que sabe, para seguir viagem até Lisboa onde, no final do ano passado, abriu o How About Coffee num cowork em Picoas. Problema? Pandemia.

How About Coffee
Tiago e Maira Silva são os donos do How About Coffee.

O cowork fechou e Tiago viu-se obrigado a dar uma volta ao negócio. Saiu de Picoas para o Areeiro e assumiu o número 54B da Rua Abade Faria como aquele onde iria servir o melhor café do bairro — exatamente com o mesmo nome do espaço anterior.

Há expresso, de filtro, da Colômbia e da Etiópia. O americano custa 2€, o cappucino 2,50€, o expresso 1,10€ e o macchiato 1,60€, mas pode sempre pedir feito em V-60, Chemex e Aeropress (3,50€/1 pessoa, 4€/2 pessoas).

Para acompanhar, há um menu simples, mas que Tiago garante que vai crescer, principalmente com a ajuda de Maira Silva, a namorada, sócia proprietária e autora de alguns dos bolos na vitrine. "Queremos ter um menu saudável e leve", explica, já a cortar-nos uma fatia de bolo de maçã vegan. "Tem que provar". E temos mesmo, é que, ainda que altere o sabor do café que o acompanha, o casamento é perfeito.

Mas também há scones (2€), croissants (1,50€) e waffles (2,50€). Nos salgados conte com tostas, como a de tapenade, maçã verde e molho gorgonzola (5,50€), a de tomate, presunto e mozzarella (5,50€) e a de frango com abacate e ervas (6€).

Em breve, o menu contará também com saladas e dias com menus especiais, que Tiago vai divulgar nas redes sociais. Mas como o assunto aqui é café, o barista vai organizar workshops para que os clientes possam fazer em casa aquilo que se habituaram a ter na cafetaria. "É que mais do que servir café, quero educar os portugueses sobre o bom café", explica. E continua: "É que nem o Einstein diz". Oi? "É! Repara, ele diz que a mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original. É o mesmo com o café: quem prova do bom e conhece outras variantes, não vai querer nunca voltar atrás".

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.