O Matchamama abriu há dois anos no LX Factory. Este restaurante segue um conceito que mistura comida asiática com a gastronomia do Peru. Aqui, as imperiais são todas servidas em copos gigantes e às sextas-feiras e sábados há atuações ao vivo de DJ's.

Este cantinho do LX Factory conta com um jardim escondido, onde funciona a esplanada, repleta de folhas (e até tem um baloiço para os mais pequenos). Já conseguimos imaginar o potencial para festas. "Queríamos um espaço que comunicasse diretamente com o exterior", contou-nos João Palma Carreira, um dos responsáveis.

6 restaurantes onde pode matar a fome no LX Factory (há sushi, tacos e também há brunch)
6 restaurantes onde pode matar a fome no LX Factory (há sushi, tacos e também há brunch)
Ver artigo

"Procurámos criar uma experiência diferente, que está num processo de evolução contínuo", continuou, alertando-nos para a existência de uma happy hour com peças de sushi. "Há muita comida peruana na Ásia devido à migração dos japoneses", explicou João Palma Carreira à MAGG.

A nossa experiência começou com umas wonton chips com paprika, sal e maionese (2,80€), que, no fundo, são o couvert do Matchamama. Provámos edamame (7,50€), asas de frango picantes, estilo coreano, com molho agridoce (que são mesmo para os fortes e que custam 7,10€), e o tiradito de salmão, "um prato peruano, como se fosse um carpaccio", que nos conquistou.

matchamama
créditos: DR

As gyozas vegetarianas são das melhores que já comemos, assim como o ceviche. O sushi é fresco e saboroso, mas, por mais que possa custar, aconselhamo-lo a deixar espaço para a sobremesa (no caso, para o brownie com gelado de nata, que custa 7,20€).

Para acompanhar, sugerimos um cocktail. O lichia martini leva sake, vodka e puré de lichia e custa 9€. É bem doce, assim como o moscow mule, graças às duas espumas com que é finalizado (de maracujá e de gengibre, por exemplo). A par do pisco sour, é o mais vendido e custa 9€.

A oferta gastronómica do Matchamama continua com opções como pad thai desde 14,20€, tempura desde 8,40€, tataki a 12,90€, sopa wonton a 7,90€, sopa miso a 6,50€, hot philadelphia a 8,10€, temakis desde 6,90€, hossomakis desde 5,50€, uramakis desde 6,90€ e gunkans desde 6,90€.

O bao de caranguejo de casca mole é o "ex libris" da casa, mas o bitoque também é muito pedido. Chama-se lomo saltado, consiste em carne de vaca no wok, com arroz frito e batata frita, e custa 15,90€. Também o cachorro com salmão e atum enrolados em arroz frito merece destaque. A carta sofre alterações anuais, mas os clássicos permanecem.

Morada: R. Rodrigues de Faria n103, 1300-501 Lisboa
Horário: Entre domingo e quarta-feira das 12h30 às 22h30 e de quinta-feira a sábado das 12h30 às 23h30.
Contacto: 211 608 884

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.