Estamos habituados a pensar no Algarve como o sítio ideal para comer peixe fresco e marisco. Afinal, estamos sempre perto do mar e as esplanadas pedem mesmo isso depois de um dia de praia.

Neste restaurante, a matéria-prima é a mesma, só muda a forma de a servir. Em vez do habitual peixe grelhado, conte aqui com peixe cru e marinado, o já conhecido ceviche.

Foi em Loulé, no Algarve, que Cauê dos Reis decidiu abrir aquilo que é "o sonho de uma vida"  — um restaurante com um conceito bastante diferente de todos os que já existem na região. Fazer receitas que marcassem pela diferença foi sempre o foco deste jovem de 32 anos que, depois de um ano a viajar pela América do Sul, decidiu trazer um novo estilo de comida à cidade onde cresceu.

Depois de vários meses a tentar encontrar uma equipa com a qual se identificasse e um espaço que lhe enchesse as medidas, nasceu a primeira cevicheria do Algarve. Abriu ao público no dia 10 de março — oito dias antes de ter sido decretado o estado de emergência nacional.

Apesar do início atribulado, o que não falta neste restaurante é boa disposição e pensamento positivo. "O tempo em que fui obrigado a estar em casa deu para pensar em mil e uma formas de dinamizar o projeto e é isso que tenho vindo a fazer", afirma Cauê.

O take away nunca fez parte dos planos deste restaurante, a ideia inicial era abrir apenas com ceviche e pratos do dia, aos almoços. No entanto, para tentar cativar o público durante a quarentena tiveram que se render às entregas. "Rapidamente comprámos recipientes, arranjámos uma pessoa para fazer entregas de bicicleta, na cidade, e apostámos muito na divulgação dos nossos pratos nas redes sociais."

Rebel Asian. Este restaurante de Lisboa não dá borlas a influencers (mas convida-as a ir lá, pagar e doar o dinheiro à caridade)
Rebel Asian. Este restaurante de Lisboa não dá borlas a influencers (mas convida-as a ir lá, pagar e doar o dinheiro à caridade)
Ver artigo

Voltaram a abrir assim que o governo autorizou, cumprindo todas as normas de segurança e de higiene. Apesar de já terem vários clientes fixos que reservam mesa todas as semanas, decidiram continuar com o take away para que a comida possa também chegar às pessoas que ainda não se sentem confortáveis a comer num restaurante.

Tanto o menu como os horários já foram alterados várias vezes. Durante o mês de agosto funcionam das 12h às 22 horas de quarta a sábado e às segunda e terças abrem apenas para jantares das 19h às 22h. Ao domingo estão encerrados.

PIRÁ - Cevicheria

Localização: Rua Serpa Pinto N2, 8100 - Loulé
Contacto: 289 100 699
E-mail: pira.cevicheria@gmail.com

Os pratos não são fixos pois respeitam sempre os produtos da época. Das entradas à sobremesa, as iguarias do PIRÁ são uma verdadeira explosão de sabores. Os ceviches são a estrela principal da carta e há para todos os gostos. Se é apreciador de camarão pode sempre pedir o Algarvio Marafado (10,25€). Já o Verde Folha (9€), feito com palmito, cogumelos, abacate, batata doce, tomate e frutos secos, é o indicado para quem procura um prato vegan.  Se não é grande apreciador de ceviche pode ainda optar por algum dos pratos quentes: o salmão marinado em citrinos (12,75€) ou o caril tropical de mariscos (12,75€).

Neste restaurante onde sabor e cor não faltam, as refeições têm o preço médio de 20€ por pessoa. O proprietário garante que vai continuar a apostar em novos pratos e promete que a música ao vivo vai passar a estar presente, aos jantares, ainda este mês.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.