Ah, Lisboa. Sempre tão solarenga que os alfacinhas (verdadeiros ou emprestados) até ficam meio desorientados sempre que o céu fica cinzento. Deixe-nos adivinhar: espreitou as previsões meteorológicas para este fim de semana e até ficou com vontade de hibernar? Sábado? Chuva. Domingo? Nem um raio de sol.

Bem sabemos que é sempre mais fácil planear dias dinâmicos com calor lá fora, mas isso não significa que dias chuvosos sejam sinónimo de mantas e streaming. Pode (e deve) sair de casa e aproveitar o tempo livre – e, à falta de ideias, a MAGG dá-lhe uma ajuda.

Botins para a chuva ou para conjugar com vestidos na primavera. 15 opções até 35€
Botins para a chuva ou para conjugar com vestidos na primavera. 15 opções até 35€
Ver artigo

De um brunch queer com direito a uma atuação especial ao sítio perfeito para fazer uma pausa na dieta, garantimos que, mesmo com chuva, não se vai arrepender de sair de casa este fim de semana – isto, claro, longe do mar, já que se prevê que a agitação marítima esteja perigosa.

1. Andar de bicicleta “por um fio”

Está bem que é fim de semana, mas a verdade é que a curiosidade dos miúdos não tira folga. Por isso, nada melhor do que conseguir entretê-los longe da chuva, mas bem perto de desafios lúdicos e pedagógicos. E o Pavilhão do Conhecimento é o sítio perfeito para isso.

Fica no Largo José Mariano Gago, em Lisboa, e compromete-se a desmistificar “fenómenos (bué) complexos”, sempre com a brincadeira na ordem do dia – seja a andar de bicicleta "por um fio", conduzir um carro com rodas quadradas ou, até, descobrir as maravilhas da ilusão ótica e da cozinha molecular.

Para os interessados, importa saber que, aos fins de semana e feriados, o espaço funciona das 10h às 19h, com a última entrada pelas 18h30. O bilhete para adulto custa 10 euros, a entrada das crianças entre os 3 e os 11 anos fica por 7 euros, sendo que o bilhete acresce 1 euro para as crianças e jovens dos 11 aos 17 anos.

2. Desfrutar de um brunch especial no Dr. Bernard

Este domingo, 13 de março, é dia de viajar até à Nova Iorque das décadas de 50/60, mas com Lisboa como pano de fundo. Porquê? Porque este fim de semana, o Dr. Bernard Boa Vida, na margem norte do rio Tejo, vai receber o “The Queer Brunch Club”: uma experiência que promete aliar o pequeno-almoço tardio ao conceito de chá dançante – que, à data, era um dos programas de eleição da comunidade homossexual nos Estados Unidos.

A festa começa logo a partir das 12h, com a drag queen Lola Herself e Ana Fernandes como anfitriãs, mas, a partir das 16h, será Symone De la Dragma o centro das atenções, enquanto protagonista de uma atuação especial.

Com o DJ Jim Stataton a tratar da banda sonora e um menu que vai do pão com chouriço às panquecas salgadas, as reservas podem ser realizadas através do Instagram oficial do espaço, do email @drbernardboavida ou do telefone 925 211 056.

3. Concerto dos Capitão Fausto

É caso para dizer: afinal, os Capitão Fausto não tinham mesmo os dias contados. O primeiro álbum da banda portuguesa está de parabéns e completa 10 anos já em 2022 – e a data não vai ser deixada em claro.

“Gazela” cresceu, já tem uma década de vida, e, por isso, este sábado, 12 de março, é dia de festa no Coliseu de Lisboa. Os fãs vão poder pôr o braço na “Teresa”, a mão na mesa e os pés no chão, enquanto percorrem o reportório que marcou a carreira da banda desde o primeiro dia.

Sem spoilers, uma coisa é certa: os Capitão Fausto vão tocar o disco “na íntegra e pela ordem” e com o máximo respeito “pela integridade das coisas, em termos sonoros e de execução”, avança o jornal “Expresso”. O concerto começa pelas 21h30 e os bilhetes, que pode comprar aqui, têm o custo de 30 euros.

4. Ver "O Principezinho" no Teatro Maria Matos

Mesmo a tempo deste fim de semana chuvoso, a versão portuguesa da obra “O Principezinho” está de volta ao Teatro Maria Matos. Em pleno 2022, a peça volta a ser encenada por João Duarte Costa e, ao que sabe, segundo o jornal “Observador”, o elenco conta exatamente com os mesmos artistas que atuaram em 2018: Mariana Pacheco, Paulo Vintém, Joana Brito Silva, José Lobo e Diogo Bach.

Para os mais crescidos, é um apelo à nostalgia. Para os mais novos, uma experiência que cruza a literatura infantil, neste caso uma obra do francês Antoine de Saint-Exupéry, efeitos visuais em 3D (e não só). Os bilhetes custam entre 16 e 12€, e podem ser adquiridos aqui.

5. Renda-se à febre do padel

Sabemos que pode ser tentador, mas, não, a chuva não é desculpa para deixar de treinar e mexer o corpo – ainda que tenha de optar por fazê-lo sob um tecto e num pavilhão fechado.

No Padel CIF, a situação climatérica nunca será um entrave à prática de exercício físico. Este espaço, que fica no Restelo, em Lisboa, conta com três campos, dois deles cobertos, para que possa praticar a modalidade faça chuva ou faça sol.

E o melhor? Aqui, o preço do aluguer de um campo não é influenciado pelo horário selecionado. Neste espaço, o preço do aluguer é de 4 euros à hora para sócios e de 5 euros para os restantes clientes. Mas atenção: em horário nocturno, acresce um valor de 4 euros à hora, pela necessidade de iluminação do campo.

Pode reservar o seu espaço a partir da aplicação AirCourts e site AirCourts .

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.