Os utilizadores do Tiktok vibram com histórias de crimes reais. Desta vez, ficaram deslumbrados com o caso dos irmãos Menendez e, com tanta projeção que lhes deram, a dupla vai ser protagonista de um documentário, intitulado “Menendez Brothers: Misjudged?”.

Com data de estreia marcada já para este domingo, 4 de setembro, no Canal ID, o documentário promete mergulhar a fundo neste caso, que esteve em todas as primeiras páginas dos jornais norte-americanos, entre o final dos anos 80 e início dos 90.

Hoje, Lyle e Erik Menendez têm 51 e 54 anos, respetivamente – mas o historial criminoso que os envolve é muito mais antigo. Os irmãos (que, à época, tinham apenas 21 e 18 anos) assassinaram os pais em 1989. Em causa estavam alegações de que o pai abusava sexualmente dos filhos e que a mãe, tendo conhecimento da situação, decidia ignorá-la, perpetuando a repetição dos abusos.

O crime foi violento, sangrento e inesperado – Lyle e Erik dispararam mais de uma dúzia de tiros de caçadeira, enquanto os pais viam televisão, na mansão da família, em Beverly Hills, nos Estados Unidos. Inicialmente, os irmãos não confessaram o crime, alegando que os homicídios poderiam estar relacionados com a máfia, com quem o pai já havia tido ligação.

"Quem matou Michael Jackson”. Novo documentário sobre morte do rei da pop está a chegar
"Quem matou Michael Jackson”. Novo documentário sobre morte do rei da pop está a chegar
Ver artigo

Contudo, Erik acabou por ceder e contar o sucedido ao psicólogo, que foi ameaçado por Lyle, em troca de silêncio. Vários meses depois, a polícia acabou por descobrir os verdadeiros autores do crime, graças a uma gravação. Lyle foi preso a 8 de março de 1990, ao qual se seguiu Erik, três dias depois.

Agora, mais de 30 anos depois, os irmãos Menendez voltaram em força às bocas do mundo, catapultados pelo Tiktok. Este é um dos casos prediletos dos fãs das histórias de crimes reais, que agora conquista uma nova geração – tendo até criado “Free the Menendez Brothers”, um movimento que visava a libertação da dupla, em 2018.

Esta não é, no entanto, a primeira produção que se faz sobre o caso: ao longo das últimas décadas, foi revisitado vezes sem conta, em forma de documentário ou ficção, como o caso da minissérie "Law & Order True Crime", em 2017.

Veja algumas imagens da família.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.