Com uma guitarra e uma harmónica, Rui Taipa conquistou os jurados do "The Voice Portugal" ao som do "Dancing in the Dark", de Bruce Springsteen, e conseguiu virar três cadeiras. Vinte segundos depois do início da prova, já estava certo de que passaria à segunda fase, mas ainda assim não conseguiu um lugar no top 5 da mais recente edição do formato.

Final do "The Voice" já não acontece este domingo. Finalistas testaram positivo à COVID-19
Final do "The Voice" já não acontece este domingo. Finalistas testaram positivo à COVID-19
Ver artigo

Uma coisa é certa: não foi considerado "a voz de Portugal", mas arrecadou o título de um dos melhores concorrentes do mundo. Confuso? Passamos a explicar.

O canal "The Voice Global", formato original do programa emitido pela RTP, publicou um vídeo no qual Rui Taipa surge ao lado de versões interpretadas por concorrentes da Noruega, Austrália, Alemanha e até África do Sul. 

Trata-se de um vídeo que reune as cinco melhores interpretações de sempre de temas de Bruce Springsteen no "The Voice", independentemente do país. E Rui Taipa arrecadou assim o titulo de um dos melhores concorrentes do mundo. 

Rui Taipa mostra-se radiante com a distinção e recorreu às redes sociais para partilhar o momento com quem o acompanha. "Não consegui chegar aos cinco finalistas em Portugal, mas, pelo menos, fiquei nos cinco melhores a cantar canções do boss, a nível mundial! Podia ser pior". 

Veja o vídeo.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.