Desde a infância que Kate e Tully são inseparáveis. Juntas ultrapassaram tristezas, fracassos, depressões e outras tantas desilusões. Apesar dos obstáculos, a relação foi-se mantendo sempre forte e estável, daquelas inabaláveis e aparentemente capazes de resistir a qualquer ataque. Mas uma traição inesperada e violenta leva a que estas duas mulheres, amigas há mais de 30 anos, se separem e sejam obrigadas a seguir as suas vidas sem a companhia uma da outra.

De repente, as inseparáveis seguem caminhos distintos e solitários. Serão capazes de voltar novamente a ser amigas? É com essa pergunta que arranca a série que acaba de chegar esta quarta-feira, 3 de fevereiro, ao catálogo da Netflix. Chama-se "As Inseparáveis" e conta uma história de amizade e de perda, mas também de desgosto e de traição.

E para que consigamos entender a extensão da amizade que une estas duas mulheres, a série — que se baseia no livro com o mesmo nome de Kristin Hannah — vai andando para a frente e para trás no tempo para mostrar ao espectador de que forma se conheceram, quais os momentos mais marcantes por que passaram e de que forma é que as duas personalidades divergem.

À medida que a história se vai desenrolando, fica claro que o ambiente que cada uma delas teve em casa contribuiu profundamente para aquilo que mais tarde viriam a ser enquanto mulheres adultas.

"Your Honor". Após "Breaking Bad", Bryan Cranston regressa como anti-herói em sarilhos
"Your Honor". Após "Breaking Bad", Bryan Cranston regressa como anti-herói em sarilhos
Ver artigo

Apesar de terem crescido, alguns fantasmas ficaram por resolver e muitos outros por enfrentar. Isso, sabemos de antemão, é o que motiva alguns dos conflitos a que, enquanto espectadores, temos de assistir para lhes entendermos os dramas.

A primeira temporada de "As Inseparáveis" conta com dez episódios com cerca de 50 minutos cada. Promete ser a nova série emocionante da Netflix que no elenco tem nomes como Beau GarrettRoan CurtisSarah ChalkeKatherine HeiglBen Lawson e Ali Skovbye.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.