Lançado a 4 de outubro na plataforma de streaming Prime Video, o “Trick or Treat Scooby-Doo!” vem confirmar aquilo que todos os fãs dos desenhos animados: Velma é lésbica. Não era segredo para os fãs nem para os criadores, mas o mundo precisava do mistério resolvido.

Nos vídeos partilhados nas redes sociais, podemos ver o membro das Mystery Inc. de queixo caído quando conhece Coco Diablo. A nova vilã é designer, “adora animais” e vai roubar o coração de Velma.

A orientação sexual da personagem sempre foi certa para os criadores. Em 2020, o produtor James Gunn partilhou que “em 2001, Velma era explicitamente gay no meu guião inicial”, “mas o estúdio não parou de o diluir e de o diluir, tornando-o ambíguo (a versão filmada), depois nada (a versão lançada) até finalmente [Velma] ter um namorado (na sequela)”.

Também em 2020, durante o mês do orgulho LGBTQ+, Tony Cervone, um dos produtores da comédia animada, partilhou no Instagram: "Já disse isto antes, mas Velma em 'Mystery Incorporated' não é bi. Ela é homossexual. Sempre planeámos que Velma agisse de forma um pouco estranha e fora de carácter quando namorava com Shaggy, porque essa relação era errada para ela e ela tinha dificuldade em explicar porquê."

Apesar de a notícia ter sido bem recebida pelos fãs, houve também reações opostas. Durante uma conversa entre o jornalista Raymond Arroyo e a apresentadora Laura Ingraham, no canal de notícias norte-americano Fox News, o jornalista do canal assumidamente conservador afirmou ser ofensivo que Velma seja lésbica e sugeriu ainda que "a bestialidade" possa ser um dos temas no próximo filme da saga “Scooby-Doo”.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.