A grande estreia desta semana nos cinemas portugueses é "Minari". Embora tenha estado nomeado para seis Óscares (incluindo o de Melhor Filme, que acabou por ser atribuído a "Nomadland — Sobreviver na América"), o filme valeu a Yuh-Jung Youn o prémio de Melhor Atriz Secundária e a história foi muito elogiada pela Academia de Cinema.

A explicação é simples: focada numa família sul-coreana que tenta singrar numa zona rural e conservadora dos EUA, o filme foca-se em temas como o multiculturalismo, o racismo e numa sensação de não-pertença num contexto cada vez mais global e frenético. Realizado por Lee Isaac Chung, conta com Steve Yeun no papel principal. Mas esta não é a única estreia relevante nos cinemas.

Também vai poder ver a comédia "Jantarada de Amigos" ou mais uma adaptação para ecrã de um videojogo de sucesso chamado "Monster Hunter".

Mostramos-lhe os 7 filmes que chegaram esta quinta-feira às salas de cinema portuguesas.

"Aqueles Que Me Desejam A Morte" (13 de maio)

Um homicídio e uma testemunha. É esta a premissa deste novo filme que acaba de chegar às salas de cinema. Sem querer ou prever, uma adolescente torna-se numa das testemunhas-chave de um homicídio violento no meio de uma floresta nos EUA.

Quando os agressores se apercebem de que estavam a ser vigiados, a jovem foge e refugia-se nos braços, e no apoio, de uma especialista em incêndios florestais, interpretada por Angelina Jolie.

O que ambas não sabem é que, a partir desse momento, tornaram-se nos principais alvos a abater de uma organização criminosa sem precedentes.

À medida que fogem por entre a floresta, um incêndio de grandes dimensões ameaça ser o verdadeiro vilão do filme.

"Charlatão" (13 de maio)

A história de Jan Mikolášek é sempre acompanhada de ceticismo. No século XX, o fisioterapeuta ficou conhecido pela forma como, aparentemente, conseguia curar doenças várias através de métodos pouco convencionais na altura — através do seu conhecimento de plantas.

Os medicamentos que receitava aos pacientes que os procuravam eram, aliás, à base de plantas.

Ainda que os métodos lhe tenham dado riqueza e estatuto na sociedade, nem sempre eram reconhecidos pelo novo regime. É o regime comunista, aliás, que ameaça ser um dos principais opositores das suas práticas numa história repleta de drama.

"Jantarada de Amigos" (13 de maio)

O filme mais divertido desta semana promete ser "Jantarada de Amigos".

Como o título indica, a história foca-se num jantar que acontece em condições desastrosas: é que Molly, recém-divorciada, e Abby, cuja relação acaba de dar para o torto, decidem juntar-se num jantar de Ação de Graças para agradecer aquilo que conquistaram até então.

Problema? Aquilo que têm para contar é dezenas de peripécias, inúmeras relações falhadas, uma sensação generalizada de não-pertença e uma insatisfação generalizada face ao rumo que as suas vidas parecem levar.

"Minari" (13 de maio)

Nomeado para o prémio de Melhor Filme, "Minari" passa-se em 1983 e acompanha a família Yi que decide mudar-se da Califórnia para Arkansas.

É através da mudança de uma família sul-coreana, agora a tentar singrar na zona rural dos EUA, que o filme aborda questões como o multiculturalismo, o racismo e o sentimento de não-pertença num contexto cada vez mais global.

"Minari" destaca-se ainda por ser um dos papéis mais elogiados de Steven Yeun, que se popularizou na série "The Walking Dead".

"Monster Hunter" (13 de maio)

Depois de "Mortal Kombat", chega aos cinemas mais um filme baseado num videojogo. Este "Monster Hunter", inspirado no franchisado com o mesmo nome da empresa japonesa Capcom, acompanha os esforços da tenente Artemis (Milla Jovovich) que, acompanhado pelos seus fiéis soldados, é transportada para uma nova realidade.

Nela, é confrontada com seres enormes e poderosos — monstros, na verdade — que tem de vencer se o objetivo for regressar, em segurança, para o seu universo.

"Spiral — O Novo Capítulo de Saw"

O novo capítulo na saga de "Saw" é protagonizado por Chris Rock. Nesta nova história, as autoridades são confrontadas com uma nova figura obscura que usa esquemas mesquinhos e sádicos para se substituir à justiça e punir aqueles que considera serem os marginais da sociedade.

Depressa as autoridades percebem que os vários homicídios que têm em mãos não são aleatórios e apresentam o mesmo padrão violento e distorcido.

O que o agente principal não sabe é que, ao investigar os casos, aceitou fazer parte do jogo sádico do assassino.

"The Reckoning — O Derradeiro Julgamento"

A história passa-se em 1665, em Inglaterra. No rescaldo do surto da peste negra, a protagonista, uma recém-viúva, enlutada pela morte do marido, é falsamente acusada de bruxaria depois de rejeitar os avanços sexuais do senhorio.

Na prisão, condenada a tortura perpétua por atos de bruxaria que não cometeu, a dor ameaça quebrar-lhe o espírito, deixando espaço para que forças malignas se apoderem de si, numa história que mistura terror, drama e suspense.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.