Uma família de férias, uma criança engenhosa e, claro, dois ladrões à mistura é este o cenário que nos faz companhia todo o santo Natal desde 199o. Num apelo à nostalgia e com o intuito de chegar aos mais novos, o clássico intemporal dos anos 90 regressa agora numa nova versão, adaptada à geração Z. Neste caso, contra a vontade do realizador original, Chris Columbus, que não é particularmente fã da ideia. "Para quê? Já foi feito. Façam algo novo". 

Apesar dos rumores, para já, não há qualquer indicação de que Macaulay Culkin (que, entre 1990 e 1992, interpretou Kevin McCallister) faça parte da nova produção exclusiva da Disney+.

Miúdo de "Sozinho em Casa" foi pai pela primeira vez — e estamos oficialmente velhos
Miúdo de "Sozinho em Casa" foi pai pela primeira vez — e estamos oficialmente velhos
Ver artigo

Desta vez, o rapaz que fica para trás, completamente sozinho em casa, é Max Mercer (Archie Yates), depois de a família partir de férias para o Japão em plena época natalícia. No 'lar doce lar', fica um jovem criativo e desenrascado a assumir a casa e a lidar com os vilões  como não poderia deixar de ser.

É verdade, a todos aqueles cujo coração acelerou graças à nostalgia, podemos garantir que, apesar de o conceito continuar o mesmo, o novo "Sozinho em Casa" não nos apresenta o pequeno Kevin McCallister (Macaulay Culkin) 31 anos mais velho. 

A Disney+ recorreu à rede social Twitter para anunciar as novas caras e já sabemos alguns dos nomes que vão dar vida à nova adaptação do clássico. Três décadas depois, a receita cinematográfica conta com Archie Yates, que se destacou em "Jojo Rabbit", a desempenhar o papel principal. E, ainda, com nomes como Ellie Kemper, Rob Delaney, Aisling Bea, Kenan Thompson, Tim Simons, Pete Holmes, Devin Ratray, Ally Maki e Chris Parnell.

Apesar de o filme contar com um elenco completamente novo, a Disney+ garante que a premissa clássica dos filmes originais se vai manter intacta, com a promessa de que diversão e aventura vão marcar presença na nova aposta da plataforma de streaming.

Depois de ter comprado o estúdio 20th Century Fox e o respetivo catálogo, em 2019, surgiram rumores de que o novo "Sozinho em Casa" poderia fazer parte de futuras apostas da plataforma. O regresso do clássico pode ter agradado a muitos, mas não conquistou o coração de Chris Columbus, realizador dos dois primeiros filmes da saga.

"Ninguém entrou em contacto comigo sobre isso e, no que me diz respeito, é uma perda de tempo. Qual é a necessidade? Acredito piamente que não se fazem novas versões de filmes com a longevidade do 'Sozinho em Casa'. O relâmpago não vai cair duas vezes no mesmo sítio. Simplesmente, não vai acontecer. Então, para quê tentar fazê-lo?", confessou o realizador,  em entrevista ao Insider, depois de ter sido confrontado com a hipótese do reboot do clássico, em 2020.

"Para quê? Já foi feito. Façam algo novo. Mesmo que falhe miseravelmente, ao menos estão a criar alguma coisa original", acrescenta.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.