A espera terminou (ou quase). Rihanna vai voltar às atuações musicais e o regresso vai ser em grande. A cantora natural dos Barbados foi confirmada este domingo para ser a estrela do Super Bowl Halftime Show, o espetáculo musical que acontece no intervalo da competição de futebol americano. O anúncio foi feito no Instagram da cantora de 34 anos, com uma imagem: o braço a segurar uma bola de futebol americano.

"Rihanna é um talento da sua geração, uma mulher de origens humildes que tem superado expectativas a todos os níveis. Uma pessoa nascida na pequena ilha dos Barbados que se tornou um dos artistas mais influentes de sempre. Autodidata nos negócios e no entretenimento", disse Jay-Z, rapper e CEO da Roc Nation, empresa responsável pela produção do espetáculo musical da SuperBowl.

Em 2019, Rihanna declinou o convite da NFL (liga profissional de futebol americano) para atuar no Super Bowl Halftime Show em solidariedade para com o desportista Colin Kaepernick, castigado por se ter ajoelhado durante o hino norte-americano. Os Maroon 5 acabariam por atuar nesse ano.

Rihanna não faz uma atuação ao vivo desde a 60ª edição dos Emmys, em janeiro de 2018, e não lança um álbum desde 2016. Nos últimos anos, tem-se dedicado à representação e ao lançamento de várias coleções de maquilhagem e roupa. Foi mãe em maio de 2021 de um rapaz, fruto da relação com o rapper ASAP Rocky. O regresso de Rihanna está marcado para 12 de fevereiro de 2023.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.