Não é só na música que eles dão cartas. Os membros da banda sul-coreana lideram as listas dos rostos mais bonitos do mundo e tudo o que vestem, seja em videoclipes, performances, passadeiras vermelhas e até no aeroporto, torna-se tendência — e chega até a esgotar.

BTS, a banda sul-coreana que está a deixar fãs loucos por todo o mundo. Mas porquê isto? Três fãs explicam tudo
BTS, a banda sul-coreana que está a deixar fãs loucos por todo o mundo. Mas porquê isto? Três fãs explicam tudo
Ver artigo

Com um impacto tão generalizado, não é de admirar que também as marcas de luxo se deixem submergir na onda K-pop. Basta que observe as primeiras filas dos desfiles de moda de há uns anos para cá: idols — termo usado para designar os artistas da indústria musical sul-coreana — como G-Dragon (BIGBANG), Jackson Wang (GOT7) ou Lucas Wong (NCT), fazem hoje parte da elite, sentando-se lado a lado com as maiores estrelas mundiais.

Mas engane-se quem pensa que as grandes marcas se ficam apenas por vesti-los. Em 2019, Kai dos EXO brilhou para a Gucci como primeiro embaixador global de origem sul-coreana e, mais recentemente, as BLACKPINK tornaram-se, individualmente, a cara de marcas como Celine, Dior, Chanel e Saint Laurent. Na semana passada, chegou a vez do grupo-fenómeno BTS.

BTS x Louis Vuitton

Desde os coordenados anos 70 em "Dynamite" ao estilo pessoal de cada um dos membros, os BTS não são novatos nesta "coisa" da moda. Muito menos é a primeira vez que se veem associados a designers de renome — o diretor artístico da Dior Homme, Kim Jones, já tinha inclusive desenhado figurinos para a digressão mundial do grupo.

Entretanto, em janeiro deste ano, a boys band participou na divulgação da coleção outono/inverno 2021 da Louis Vuitton, por isso, não é de estranhar que tenham sido anunciados como novos embaixadores da marca francesa.

"Tornarmo-nos embaixadores globais da Louis Vuitton é um momento verdadeiramente emocionante para nós", disseram os idols em comunicado à imprensa.

"As marcas perderam o seu significado e desligaram-se da realidade", critica diretor criativo da Gucci
"As marcas perderam o seu significado e desligaram-se da realidade", critica diretor criativo da Gucci
Ver artigo

Virgil Abloh, por sua vez, também evidenciou o seu contentamento com a colaboração. "Estou ansioso por esta parceria maravilhosa que adiciona um capítulo moderno à casa, combinando luxo com cultura contemporânea", acrescentou o diretor artístico, frisando ainda que estão a trabalhar numa série "projetos empolgantes".

Esta associação, embora entusiasmante, vem surpreender alguns fãs. É que, ainda há pouco tempo, o coletivo não aceitava parcerias com marcas de luxo, dizendo-se que tudo o que estas poderiam fazer era esperar que os próprios membros escolhessem usar as suas peças.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.