O segundo dia do maior evento de moda do País arrancou com um dos desfiles mais icónicos do calendário, de um dos estilistas nacionais mais conhecidos. Nuno Gama deu início a mais um dia de apresentações de coleções, mas surpreendeu por fugir ao que se esperava.

Os desfiles de primavera/verão do estilista são conhecidos por reunir vários modelos masculinos em fato de banho, motivo principal para que muitos convidados (e convidadas) apareçam especialmente para os ver. Desta vez, Nuno Gama voltou a optar por fazer uma instalação em vez de um desfile e os modelos estavam muito mais vestidos do que o habitual. Sentados à janela, em secretárias, em baloiços, deitados em bancos, os manequins vestiram as criações do estilista em vários pontos das Antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento do Exército.

"Cativação" foi o nome da coleção apresentada pelo criador, inspirada em "O Principezinho" (tal como a tatuagem que tem no braço). Inspiração que o levou a desenhar peças em verde água, amarelo, vermelho e dourado, com muito brilho à mistura.

Logo depois do designer portuense, foi a vez da apresentação da coleção de uma das designers que começaram no Sangue Novo e que hoje é uma das grandes promessas da moda nacional. Inês Oliveira é quem está por detrás da Imauve, marca que vestiu a atriz Isabela Valadeiro nos Globos de Ouro, e que em todas as edições fica entre os nossos preferidos. Desta vez, não foi diferente.

ModaLisboa. As peças do Sangue Novo que comprávamos já e as que nunca usaríamos
ModaLisboa. As peças do Sangue Novo que comprávamos já e as que nunca usaríamos
Ver artigo

Imauve propõe uma primavera/verão com uma silhueta oversized e uma palete de cores muito versátil. Desde as cores mais fortes como o cor de rosa, o amarelo torrado, verde lima ou cor de laranja, até aos nudes, castanho e preto, esta é uma coleção sem estação, em que tudo pode e deve ser vestido.

Do desfile de João Magalhães, outro designer que começou na plataforma Sangue Novo, o que ficou na memória foram os equipamentos que usam no dentista para abrir a boca.

Ricardo Preto é sempre outro dos momentos altos da ModaLisboa. Foram várias as figuras públicas que marcaram presença neste desfile, como Raquel Strada e a atriz Joana Solnado, que não só assistiram, como vestiram looks totais do criador. A coleção apresentada pelo estilista foi, depois de Imauve, a preferida do dia.

Combinações de cores improváveis, metalizados, padrões, fatos completos e muitas peças plissadas fazem parte da proposta de Ricardo Preto para a próxima primavera/verão. Os tons terra, tendência que tem acompanhado as últimas estações e que se mantém, lilás, bordeaux, azul celeste dão cor às peças que vestem uma mulher muito feminina, mas que dá cada vez mais importância ao conforto.

Neste segundo dia de desfiles, houve ainda duas presenças fortes e trazidas pelo Portugal Fashion. #Decenio, Alexandra Moura e Luís Onofre foram os estilistas que representaram o evento de moda do Porto, em Lisboa. E se no primeiro caso não ficámos fãs de tanto padrão, assimetrias e folhos, no segundo, não houve nenhum par de sapatos que nos fizesse ficar sem respiração e a pensar que precisávamos deles imediatamente, como muitas vezes o criador consegue fazer.

Num dia em que nada surpreendeu muito pela positiva, e em que ficámos a perceber que cada vez menos se distinguem as estações, Imauve foi, sem dúvida, uma brisa nova e o que nos fez dar o salto das três para as quatro estrelas.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.