Cada vez mais somos impactados pela necessidade de consumir menos, mas melhor. E esta máxima não podia ser mais aplicada à moda, onde nos últimos anos têm surgido cada vez mais marcas portuguesas que apostam na qualidade dos tecidos e durabilidade das peças, resultando assim em produtos um pouco mais dispendiosos, mas superiores ao que encontramos nas lojas de fast fashion.

Quer usar vestidos, mas está com tom de lula? Este produto dá-lhe aquele bronze de férias
Quer usar vestidos, mas está com tom de lula? Este produto dá-lhe aquele bronze de férias
Ver artigo

Mas se vamos investir bastante mais dinheiro, convém que a peça seja rentabilizada ao máximo: e o que dizer de um vestido que, com os acessórios certos, pode ser usado para trabalhar, num jantar romântico, num batizado ou até para casar, se preferir uma cerimónia mais discreta?

Foi justamente nestas utilizações todas que pensámos quando encontramos, num scroll nas redes sociais, a influenciadora digital Mia Relógio com um vestido da marca nacional Ananis. O modelo, que pertence à coleção outono-inverno do ano passado, mantém-se à venda no site e está disponível em tons a chamar a primavera.

O modelo Sophia existe em branco, tal como usado pela influenciadora digital, e adapta-se a todas as necessidades e vários eventos (vá, talvez não casamentos, exceto se for a noiva), mas a marca, tal como faz com todos os seus outros modelos, produz as peças nas cores da estação.

Assim, se ficou apaixonada por este vestido, mas prefere-o noutra outra cor, pode escolher entre preto, azul marinho, verde e lavanda, para além de branco, claro está.

Ananis
O Sophia existe em preto, lavanda, verde, azul marinho e branco. créditos: Ananis

Os modelos da Ananis estão disponíveis nos tamanhos XS, SM, ML, XL, 2XL e ainda 3XL. A marca disponibiliza ainda a possibilidade de personalizar as peças em termos de comprimento (tornando um vestido curto num midi, por exemplo) sem qualquer custo extra.

O vestido está à venda online e tem um custo de 72€.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.