A língua portuguesa pode revelar-se uma língua difícil de perceber para quem esteja de visita a Portugal ou para quem a decida estudar em algum momento da sua vida. Por vezes, o máximo que ouvimos de um britânico é um "bom dia" com um sotaque carregado e até impercetível.

Mas a nossa língua tem, como qualquer outra, características que a tornam única e indissociável da cultura portuguesa. É o caso dos regionalismos que, embora facilmente percetíveis e utilizados dentro de uma comunidade, podem ser de difícil interpretação para quem não esteja familiarizado.

Sabe o que é um mamulhão? No Funchal é uma nódoa negra. Mostramos-lhe 20 regionalismos
Sabe o que é um mamulhão? No Funchal é uma nódoa negra. Mostramos-lhe 20 regionalismos
Ver artigo

Alguma vez lhe disseram que ficava bem com as alvarozes vestidas e ficou sem perceber exatamente ao que se referiam? Fica a saber, então, que as jardineiras que usou naquele dia lhe assentavam bem no corpo e condiziam com o seu estilo.

É que os alentejanos, ribatejanos, portuenses e os lisboetas têm palavras que só eles entendem — usando termos como "parafitas", "pife", "roeza" ou "artejar". Sabe o que quer dizer cada um deles? Se acha que sabe tudo regionalismos, então tem de o provar. Quase ninguém acerta mais do que 12 destes 30 regionalismos de várias zonas de Portugal.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.