Se há coisa que todas as miúdas da década de 2000 aprenderam com Blair Waldorf (Leighton Meester), de “Gossip Girl”, é que “a moda é a arte mais poderosa que existe” — e que é totalmente proibido utilizar roupas e acessórios contrafeitos ou inspiradas nas criações de designers.

Claro que a personagem vivia numa penthouse no centro de Manhattan com vista para o Central Park e estudava num colégio privado onde usar sabrinas Tory Burch era quase obrigatório. Usar roupas que não fossem compradas na 5th Avenue estava completamente fora de questão, e não lhe passava pela cabeça que numa Zara ou Mango conseguisse encontrar um par de botas ou uma carteira exatamente igual à de um estilista famoso.

A verdade é que nos últimos anos são cada vez mais as coleções das fast fashion que se inspiram em peças criadas por algumas das maiores casas da indústria da moda. Basta entrar no site da H&M ou numa qualquer loja Massimo Dutti para encontrar rapidamente um par de calças ou uma camisola pouco diferente do que casas como a Prada ou a Balmain propõem nos seus desfiles.

Só que os verdadeiros fashionistas juram a pés juntos saber distinguir as peças mais caras das mais baratas. Mas será que sabem mesmo? Em pleno fim de semana de ModaLisboa,  que vai estar nas Antigas Oficinas Gerais de Fardamento do Exército em Lisboa até este domingo, 13 de outubro, lançámos o desafio: só um expert em moda consegue perceber qual destas peças é a mais barata.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.