Estamos na era digital, que vive com e para as redes sociais, que sente obrigação de tirar uma fotografia antes de comer só por precaução, mesmo que não seja publicada. Que quer as recordações em formato digital, caso a memória falhe. Se falarmos de casamentos, com emoções e álcool à mistura, a memória pode mesmo falhar, mas isso vai deixar de acontecer com o novo projeto The Social Wedding Portugal.

O objetivo é criar uma página de Instagram exclusiva para o casamento, onde os noivos e convidados serão os protagonistas das fotografias e vídeos das stories, bem como das publicações. Contudo, não está aqui implícito qualquer responsabilidade de passar o dia com a câmara em modo selfie na mão. É a equipa da The Social Wedding Portugal que faz tudo.

"Queremos que os noivos estejam a viver o dia, que tem de ser vivido com intensidade, com o amor todo que é necessário. Era assim antes de haver telemóveis. Hoje em dia sentimos que os noivos sentem obrigação de mostrar 'casei-me hoje'", refere Pedro Batalha, 35 anos, e a mulher, Sofia Verdasca, 32, também fundadora do projeto, que acrescenta que o que por vezes também acontece é que os noivos acabam por incumbir a responsabilidade de registar tudo aos amigos. "Na prática, queremos ser esse amigo, que vai acompanhar tudo", remata Pedro, formado em comunicação social e responsável por uma empresa de gestão de redes sociais, a BIGPRESS Comunicação.

Entre as melhores imagens de casamentos em 2020, está o cenário onde toda a gente sonha casar
Entre as melhores imagens de casamentos em 2020, está o cenário onde toda a gente sonha casar
Ver artigo

Há, no entanto, uma questão que se coloca: o que distingue a The Social Wedding Portugal do habitual serviço de fotografia e vídeo? "Os fotógrafos e vídeografos registam momentos para a eternidade, ou seja, aquelas fotos que vemos daqui a 20, 50 anos. O que nós queremos fazer é: aproveitando que estamos numa era tão digital, os convidados no casamento estão ao telefone e há pessoas que não podem vir ao casamento porque estão noutras partes do mundo e gostavam de estar a acompanhar o dia, poderem fazê-lo porque vamos acompanhar os noivos no seu dia, criando ali uma dinâmica que temos preparada", explica Pedro.

O co-fundador do projeto fala sempre em "nosso" casamento ou convidados, porque este projeto inspirou-se na experiência de matrimónio do próprio casal Pedro e Sofia, que trocaram alianças em 2019. Sofia gostava de ter um vídeo da sua entrada na igreja para ver como correu, mas nada foi registado na altura. "Estamos tão nervosos naquele dia que há coisas de que vamos esquecer-nos", conta a gestora de formação e consultora.

Antes de ir para a lua de mel, o casal queria recordar os momentos do casamento, mas tinham apenas alguns registos feitos de forma voluntária por alguns convidados. É certo que o dia ficou registado em fotos tiradas por fotógrafos com câmaras profissionais, mas essas só chegariam num bonito álbum de casamento, nove meses depois. Ainda assim, ficaram com fotografias que têm servido para divulgar o projeto e levantar uma ponta do véu sobre o que vai ser captado pela equipa da The Social Wedding Portugal em futuros casamentos.

Até a avó vai saber o que andam a fazer os noivos influenciadores

Tudo começa um mês antes do casamento. Primeiro, a The Social Wedding Portugal cria uma página para o casamento, no Instagram por ser a que está mais na moda, pede aos noivos para dizerem aos amigos que sigam a página e, com tudo pronto, chega a altura de começar a criar interação com os convidados, como se de uma página pessoal se tratasse.

"Perguntar 'já escolheste o dress code?', 'já estás preparado para o dia?', dar sugestões de alojamento na região do casamento, porque há pessoas que vêm de longe, dizer como chegar ao local do casamento", são alguns dos exemplos dados por Pedro. Sobre o último ponto, a ideia é até colocar um link na bio com o mapa do local (é que o serviço é adquirido pelos noivos, mas não são os únicos a tirar proveito). A criação antecipada do Instagram tem ainda outra vantagem para convidados: começam a conhecer-se antes do dia da festa, evitando aquele constrangimento de quando à mesma mesa se sentam pessoas que nunca se viram.

Ela disse "sim" a Crómio e ao desafio de casar em 2021. “Escolhemos a igreja pelo Google Maps”
Ela disse "sim" a Crómio e ao desafio de casar em 2021. “Escolhemos a igreja pelo Google Maps”
Ver artigo

Assim, quando chegar ao dia, estará tudo a postos para fazer daquele o evento mais partilhado no Instagram. A The Social Wedding Portugal estará no casamento, "seja em que parte do País for", diz Pedro, e a equipa será composta por um gestor de redes sociais — que fará histórias, perguntas e quizes sobre os noivos, como 'quem é o mais dorminhoco?' — e um fotógrafo que vai fazer um pack de fotos de redes sociais (que não são as do casamento), entregues ao final do dia.

No fundo, o que o projeto se propõe é a trazer um fator imediato às recordações do dia e usar um plano de redes sociais estruturado ao detalhe que faça dos noivos as estrelas do Instagram. "Queremos tornar os noivos os influenciadores daquele dia, não só para o mundo, como também para eles próprios terem recordações", diz Pedro. 

Apesar de as interações serem feitas através da rede social, ninguém fica de fora. "Sabemos que as redes sociais não chegam a toda a gente e queremos ser inclusivos", começa por explica Pedro Batalha. "Está incluído na nossa oferta base um ecrã de televisão posicionado na vertical, ou seja, formato de telefone, que vai ter o Instagram de casamento aberto. A avó de 90 anos que vai estar no casamento não vai perder a oportunidade de acompanhar o serviço que nós prestamos", brinca.

Para já, a The Social Wedding Portugal tem um casamento planeado para 26 março de 2022 e mais pedidos espontâneos que surgiram através do Instagram e que podem vir a acontecer já este ano. "As coisas estão mais aceleradas do que imaginávamos", admite o co-fundador. Para já, a equipa é composta por Pedro, Sofia e mais dois fotógrafos, mas o objetivo é que, à medida do sucesso do projeto, a equipa também aumente para tornar mais noivos em influenciadores por Portugal fora.

O serviço custa 599€, com deslocações à parte, e 799€ caso haja necessidade de criar layout de design (habitualmente é usado o dos convites). Para aceder aos serviços, basta enviar uma mensagem através do Instagram do projeto, do site, e-mail (sofiapedro@thesocialwedding.com) ou WhatsApp (+351 910 563 126).

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.