Para os entusiastas de tecnologia, setembro significa também um novo evento da Apple no qual são anunciadas as novidades da empresa para os próximos meses. E esta terça-feira, 15 de setembro, a multinacional americana anunciou, entre outras coisas, os seus novos Apple Watch. Trazem cores novas, funcionalidades diferentes e preços para todo o tipo de carteiras. iPhone, claro, nem vê-lo. A culpa é da COVID-19 que atrasou a produção dos modelos que, por isso, só deverão ser lançados no final do ano.

Numa aposta que parece estar cada vez mais centrada na saúde, o Apple Watch Series 6 diferencia-se dos restantes da gama através da inclusão de um novo sensor capaz de converter a luz em corrente elétrica.

A Apple não deixa os vilões usarem iPhones em filmes e séries
A Apple não deixa os vilões usarem iPhones em filmes e séries
Ver artigo

O objetivo? Ser capaz de medir os níveis de oxigénio no sangue. O modo de funcionamento não podia ser mais simples: uma vez ativado, o sensor produz luzes para os vasos sanguíneos, que permite identificar o oxigénio na circulação. No total, o processo demora apenas 15 segundos e o utilizador não precisa de fazer nada a não ser ter o relógio no pulso.

Além dessa funcionalidade, foi anunciada também uma melhoria à aplicação de eletrocardiogramas no relógio que, neste novo modelo, vai passar a apresentar leituras mais precisas. Fora isso, o processador foi atualizado para permitir uma experiência cerca de 20% mais rápida quando comparada com o modelo anterior.

Vai estar disponível a partir de sexta-feira, 18 de setembro, e vai poder ser comprado em cinzento, prateado, azul, vermelho e dourado. O preço oscila entre os 439 e os 519€ — dependendo não só da dimensão do relógio, mas também da bracelete.

Mas a Apple anunciou também um novo modelo relativamente mais barato para aliciar cada vez mais utilizadores a comprar o relógio. Trata-se do Apple Watch SE que, ao contrário do Series 6, tem um processador mais antigo, não traz a funcionalidade de detetar os níveis de oxigénio no sangue e nem a de fazer eletrocardiogramas.

Apesar disso, o Apple Watch SE mantém todos os traços que fizeram do gadget um dos mais populares da Apple nos últimos anos — a possibilidade de gerir notificações a partir do pulso, resistência à água até 50 metros de profundidade. O preço? Entre 309 e 389 euros. 

Ambos os modelos já podem ser encomendados através do site oficial da Apple e começam a ser enviados na próxima sexta-feira, 18 de setembro.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.