Daniela Couto, de 34 anos, surpreendeu este domingo, 21 de março, com a sua atuação no "All Together Now". A semifinalista do talent show da TVI cantou um tema de Céline Dion e conquistou 99 jurados e não só: no final, recebeu vários elogios do namorado, João Oliveira, com quem acabou por fazer um dueto ao interpretar a canção "(I've Had) The time of my life".

Mas não é tudo. A residente de Vila Nova de Famalicão tem passado por um verdadeiro comboio de emoções: é que esta segunda-feira, 22, foi pedida em casamento no "Dois às 10", em pleno direto, num momento combinado com os apresentadores Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz. "Não sabia de nada, nem estava à espera. Nunca imaginei que o João me fosse pedir em casamento no programa", disse à MAGG, em conferência de imprensa.

Quanto à surpresa no dia em que pisou o palco do "All Together Now", a cantora confessou que também não fazia ideia que o agora noivo se juntasse a ela para cantar. "No dia anterior, preparei-lhe as coisas para levar e no dia da atuação combinei com ele que íamos falando durante o dia. Não fazia ideia que ele estava no mesmo local que eu", afirmou

E continuou: "Nem me lembro bem do que aconteceu na minha performance porque foi tudo um misto de emoções e de nervosismo. Assim que entramos no palco, vemos logo alguns jurados e sente-se algum medo até ao fim porque pode sempre atuar outro participante que consiga 100 pontos".

Daniela e João estão juntos desde 2015 e a concorrente do programa apresentado por Cristina Ferreira diz que quer desfrutar do bom momento por que está a passar na sua vida, mas o casamento não deverá tardar. "Ainda não conversámos sobre os pormenores do casamento, mas não quero um noivado muito longo", atirou, deixando escapar algumas gargalhadas.

Daniela concilia a música com a gestão de eventos

A semifinalista, que ainda vai voltar a pisar o palco da Altice Arena, é técnica administrativa numa empresa de carpintaria. E, para além de ser vocalista numa banda de baile, a "Terceira Dimensão", ainda tem a sua própria empresa de eventos. "A minha empresa foca-se mais nos arraiais e estou sempre em contacto com as comissões das festas", revela, acrescentando ainda que agora tem tido menos trabalho devido à pandemia da COVID-19.

Daniela explica ainda como é que consegue gerir o tempo com tantos projetos em que está envolvida: "É possível fazer tudo em paralelo, não gosto de estar parada". E a verdade é que o facto de não conseguir estar parada foi o que a motivou a entrar na banda de baile, na qual acabou por conhecer o noivo.

Mudança para o Canadá não correu da melhor maneira

Em 2012, a cantora emigrou para o Canadá para fugir à crise que se vivia em Portugal. Trabalhou como empregada de mesa e depois tornou-se gerente. Quando o dono do restaurante percebeu que Daniela e o namorado cantavam, decidiu contratá-los para atuarem todas as semanas.

Quando tudo parecia estar a correr bem, o casal acabou por não conseguir o título de residência para permanecer naquele país e regressou a Portugal em 2016.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.